Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

Em entrevista à revista Piauí, Wander Oliveira, que era empresário de Marília Mendonça, que morreu em novembro de 2021 após sofrer um acidente aéreo, revelou que na véspera da morte da cantora, ela iria comprar seu jatinho particular.

“Ela não queria mais viajar de bimotor, por uma questão de segurança e conforto”, contou Wander ao veículo.

“Wandão, tá decidido: pode procurar um jato para nós! Não quero mais ficar viajando aí em avião bimotor”, avisou Marília numa reunião com o empresário.

Wander Oliveira ainda disse na sabatina que Marília Mendonça achava que bimotores eram aeronaves desconfortáveis, preferia ter a segurança de viajar num avião próprio.

Vale lembrar que além da artista, morreram no acidente seu produtor, Henrique Bahia; seu tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho; o piloto Geraldo Medeiros; e o copiloto Tarciso Viana.