Esportes

Empresa de alimentos do Rio-2016 tem ligações com família de Nuzman

Falhas da empresa geraram crise entre o COI e a organização da Olimpíada

Alvo de controvérsias nos Jogos Olímpicos, a empresa Team Foods que fornece alimentos para o evento tem ligações com a família do presidente do Comitê Rio-2016, Carlos Arthur Nuzman. As falhas da empresa chegaram a gerar uma crise aberta entre o Comitê Olímpico Internacional (COI) e o Rio-2016, numa reunião tensa no início da semana.

O dono da empresa é Emílio Odebrecht Peltier de Queiroz, neto da do criador da Norberto Odebrecht e primo do ex-marido de Márcia Peltier. Ela é hoje a esposa de Nuzman, que também é o presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB).

Márcia, antes de se casar com Nuzman, era esposa de Francisco Peltier de Queiroz. Francisco, porém, já tinha um filho de um outro casamento, Emílio. Hoje, ele é dono da empresa Team Foods.

Pelas regras do Comitê Rio-2016, a contratação de funcionários, consultores ou empresas relacionadas com diretores da organização está vetada. Mas, com a autorização especial de um dos membros da cúpula, os contratos podem ser assinados em situações extraordinárias. Nos últimos dias, a empresa foi duramente criticada por não abastecer de forma adequada o evento.

A crise chegou a gerar uma briga numa das reuniões da última segunda-feira entre o COI e os organizadores nacionais. O COI acusava o Rio-2016 de ter descumprido seu compromisso de garantir a alimentação do parque. O Estadão.com apurou que os organizadores foram obrigados a multiplicar por dez o número de funcionários internos da empresa, além de reduzir o menu oferecido e chamar os Correios para ajudar na operação.

Para o Rio-2016, não existe nem crise e nem conflito de interesse pela contratação da empresa.

Tópicos

Rio-2016