Economia

Empiricus diz que acordo com CVM garante segurança jurídica ao negócio

A Empiricus Research, que era investigada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) por suspeita de fazer análises de investimento sem autorização, firmou na terça-feira, 11, um acordo com a autarquia. Em nota, o CEO da empresa, Caio Mesquita, afirmou que o termo de compromisso “traz segurança jurídica para o nosso negócio e nos deixa ainda mais otimistas com o seu futuro”.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

O termo prevê o fim do litígio judicial entre Empiricus e CVM, com a renúncia pela empresa de uma ação que discutia se negócios da área editorial deveriam estar sujeitos à regulação da autarquia, e o credenciamento dos analistas da Empiricus na Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento no Mercado de Capitais (Apimec).

Segundo a Empiricus, um ofício-circular divulgado pela CVM em 2019 deu clareza sobre quais restrições se aplicam às peças publicitárias divulgadas pelos regulados da autarquia. “Nós já vínhamos fazendo ajustes em nosso marketing e, analisando as novas diretrizes, manifestamos à autarquia nosso desejo de resolver a questão”, disse Caio, por meio da nota. “No final do dia, ampliar o acesso à informação para o investidor pessoa física sempre foi um objetivo comum.”

Haverá ainda um desembolso de R$ 3 milhões em nome da Empiricus, de R$ 500 mil em nome da Inversa (empresa que compartilha sócios com a Empiricus) e de R$ 50 mil em nome de cada um dos 15 analistas listados no termo. Segundo a Empiricus, trata-se de uma desembolso atrelado ao tempo em que analistas não estiveram credenciados na autarquia, mas não se trata de multa, porque o recolhimento do valor não implica qualquer reconhecimento de culpa ou má conduta, e não houve qualquer processo administrativo sancionador.

O credenciamento na Apimec será feito em até 60 dias, afirma a Empiricus. “Não haverá alteração nos nossos produtos: as sugestões de investimentos feitas por nós tiveram rentabilidades extraordinárias em 2019, o que muito nos orgulha. Nosso marketing já foi ajustado desde o meio do ano passado, com a consolidação da área de compliance. O que o acordo com a CVM representa é um passo muito importante na institucionalização da Empiricus. Acreditamos que 2020 será um ótimo ano para a empresa e para a economia do país em geral”, afirmou Caio.

Veja também

+Após ficar internada, mulher descobre traição da mãe com seu marido: ‘Agora estão casados’

+ Por decisão judicial, Ciro Gomes tem imóvel penhorado em processo com Collor

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

Tópicos

acordo CVM Empiricus