Esportes

Em temporada marcada por lesões, Rodrigo Caio é baixa no Flamengo pela 28ª vez; relembre as ausências

Ausência do camisa 3, considerado um pilar da defesa, em momentos importantes da temporada, ajuda a explicar o desempenho do sistema defensivo durante 2020/21

Em temporada marcada por lesões, Rodrigo Caio é baixa no Flamengo pela 28ª vez; relembre as ausências

A adaptação de Rodrigo Caio ao Flamengo foi rápida e, em 2019, seu primeiro ano no clube, o zagueiro esteve entre os atletas que mais atuou – fez 60 jogos -, sendo um dos destaques dos títulos do Carioca, Brasileirão e Libertadores. A atual temporada, contudo, já está marcada pelas lesões, problemas físicos e a Covid-19. Nesta quinta, contra o Grêmio, o camisa 3 será baixa pela 28ª vez. O jogo é válido pela 23ª rodada e pode reaproximar o clube do líder Internacional.

Na temporada 2020/21, marcada pela paralisação por conta da pandemia do coronavírus, o Flamengo disputará a 60ª partida com o time principal nesta noite, na Arena do Grêmio. Rodrigo Caio foi titular 29 vezes e ficou entre os reservas em outros três jogos. As 28 ausências se deram por conta de seis lesões, problemas físicos, Covid-19 e convocações para a Seleção Brasileira.

> Confira a classificação e simule as rodadas finais do Brasileirão!


+ Rapper implanta diamante de R$ 128 milhões no rosto
+ PR: Jovem desaparecida é encontrada morta; namorado confessa crime
+ Galo bota ovos e surpreende moradores de Santa Catarina

ZAGUEIRO SÓ FEZ TRÊS JOGOS ANTES DA PARALISAÇÃO DO FUTEBOL

O Flamengo iniciou o Estadual com uma equipe alternativa. Após as quatro primeiras rodadas, Jorge Jesus passou a utilizar o time principal, não teve Rodrigo Caio à disposição nos três primeiros jogos por conta de um corte profundo no joelho direito, sofrido durante um treino em 30 de janeiro.

As primeiras partidas do zagueiro foram contra o Athletico, na Supercopa do Brasil, e Independiente Del Valle (EQU), na ida da Recopa Sul-Americana, nos dias 16 e 19 de fevereiro de 2020, respectivamente. Porém, Rodrigo Caio saiu do jogo em Quito com dores e teve uma lesão no adutor esquerdo constatada.

Por conta disso, perdeu cinco jogos entre 22 de fevereiro e 10 de março – três do Estadual, uma da Recopa Sul-Americana e um da Libertadores -, voltando a atuar contra a Portuguesa, no dia 14 de março. Aquela foi a última atuação da equipe antes da paralisação do futebol do país por conta do novo coronavírus.

Flamengo - Rodrigo Caio

v

Rodrigo Caio foi infectado pela Covid-19 (Foto: Alexandre Vidal / CRF)

COVID-19 E RETORNO DA SELEÇÃO LESIONADO

No retorno das atividades e dos jogos no futebol brasileiro, Rodrigo Caio reencontrou a performance que o fez tornar-se um dos pilares do sistema defensivo do time em 2019. Foram quinze jogos consecutivos como titular entre 18 de junho e 9 de setembro. Neste intervalo, até sofreu uma lesão no adutor da coxa esquerda, mas recuperou-se rápido e não perdeu partidas.

Preservado por Dome Torrent contra o Ceará, em 13 de setembro, voltou ao time titular contra o Del Valle e Barcelona de Guayaquil, pela fase de grupos da Libertadores, ambos no Equador. Na volta ao Rio de Janeiro, o camisa 3 foi um dos infectados no surto de Covid-19 que atingiu o elenco do Flamengo, sendo baixa contra o Palmeiras e Del Valle, em 27 e 30 de setembro, respectivamente.

Contra o Athletico, no dia 4 de outubro, ficou entre os reservas e logo após se apresentou à Seleção Brasileira para a disputa das Eliminatórias Sul-Americanas. À disposição de Tite, Rodrigo Caio ficou de fora dos jogos do Flamengo contra Sport, Vasco e Goiás, entre 7 e 10 de outubro, no Brasileirão.

A reapresentação no Ninho do Urubu foi problemática. Entre o dia 16 e 30 de outubro, o clube informou os seguintes problemas de Rodrigo Caio: desgaste muscular, edema ósseo no joelho direito e lesão na panturrilha direita. A recuperação foi longa, com o zagueiro desfalcando o time por mais 13 partidas.

Enfim recuperado, Rodrigo Caio foi escalado nove vezes por Rogério Ceni, de forma consecutiva, entre 1º de dezembro e 21 de janeiro. Contra o Palmeiras, há uma semana, o zagueiro acabou deixando o jogo no primeiro tempo, com dores, e nova lesão no adutor da coxa esquerda foi constatada. Sem previsão de retorno dada pelo clube, o zagueiro está trabalhando no Ninho, foi baixa contra o Athletico, domingo, assim como será nesta quinta, contra o Grêmio.

SISTEMA DEFENSIVO SOFRE SEM O XERIFE

A fragilidade da defesa do Flamengo em 2020/21 – setor tão questionado nas passagens de Dome Torrent e Rogério Ceni, e até mesmo com Jorge Jesus no ano passado – tem ligação com a ausência de Rodrigo Caio, que não atuou em metade das partidas da equipe principal na temporada, como mostrado acima.

O clube já havia perdido Pablo Marí no início de 2020, e Rafinha também foi para o Besiktas ao longo do ano. Sem Rodrigo Caio, o Flamengo precisou montar uma nova zaga, sendo Filipe Luís o único remanescente de um 2019 vitorioso. Os reforços para o setor, contudo, não corresponderam à altura.

Gustavo Henrique e Léo Pereira não fazem uma boa primeira temporada pelo Flamengo. O segundo já pode até deixar o clube, pois interessa ao Besiktas. Os jovens Natan e Thuler perderam espaço com Rogério Ceni, que encontrou na improvisação do volante Willian Arão a solução momentânea para o problema.

Veja também

+ Aprenda 5 molhos fáceis para aproveitar o macarrão estocado
+ Aprenda a preparar o delicioso espaguete a carbonara
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ Cozinhas coloridas: veja dicas essenciais para apostar em projetos alegres, modernos e joviais
+ Cientistas desvendam mistério das crateras gigantes da Sibéria
+ Sexo: saiba qual é a melhor posição de acordo com o seu signo
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Cataratas do Niágara congelam e as imagens são incríveis
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Editora estreia com o romance La Cucina, uma aventura gastronômia e erótica