Geral

Em sentença, juiz lamenta que ‘se relacionar com putas’ não seja mais bem visto

Crédito: Pixabay

O juiz Thiago Brandão Boghi disse, em uma decisão publicada na última segunda-feira (27) pelo Tribunal de Justiça de Goiás, que, no seu tempo, “um homem se relacionar com ‘putas’ era considerado fato de boa reputação, do qual o sujeito que praticava fazia questão de se gabar e contar para todos os amigos”. As informações são da Folha de S.Paulo.

Em seguida, ele lamentou que os tempos tenham mudado. Além disso, na mesma decisão, o juiz disse que o ex-deputado federal Jean Wyllys (PT) é queridinho da Rede Globo e que o PSOL é “queridinha do STF”.

Na ação, um homem registrou queixa-crime contra uma mulher que tinha o acusado de usar drogas e “estar com putas”. “Lamentável como os tempos mudaram! Agora virou ofensa! Tempos sombrios!”, disse o juiz.

A ré estava sendo processada por calúnia, injúria e difamação. No entanto, o magistrado decidiu em favor da ré, afirmando que os fatos não constituíam crime.

Saiba mais
+ Mãe de Medina compara Yasmin Brunet a ‘atriz pornô’ e colunista divulga conversa
+ Chamada de atriz pornô, Yasmin Brunet irá processar mãe de Gabriel Medina
+ Mulher divide marido com mãe e irmã mais nova: ‘Quando não estou no clima’
+ Em pose sexy, Cleo Pires afirma: "Amando essa minha bunda grande"
+ Médicos encontram pedaço de cimento em coração de paciente durante cirurgia
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio

Tópicos

juiz putas sentença