Esportes

Em revanche, Halep vence Ostapenko em Pequim e vai virar nova nº 1 do mundo

Simona Halep enfim assumirá o posto de número 1 do mundo no tênis feminino. A romena garantiu a chegada ao topo pela primeira vez na carreira ao vencer, neste sábado, a letã Jelena Ostapenko na semifinal do Torneio de Pequim. Com sabor de vingança, Halep bateu a rival pelo placar de 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/4, e avançou à final da competição chinesa.

Era a quarta oportunidade de Halep chegar ao topo nesta temporada. Nos últimos meses, ela viveu três situações no circuito em que dependeu de apenas uma vitória para virar número 1 do mundo. Mas, nos momentos decisivos, vacilou e desperdiçou oportunidades valiosas. Uma delas foi justamente contra Ostapenko, na final de Roland Garros. Se tivesse vencido a rival naquela decisão, teria assumido o topo do ranking.

Sem sucesso em Paris, ela viria a perder outras duas boas chances de assumir a posição de número 1 do ranking da WTA. Neste período, o topo foi ocupado pela checa Karolina Pliskova e pela espanhola Garbiñe Muguruza, que será desbancada da posição na atualização do ranking, na próxima segunda-feira.

Halep vai se tornar a 25ª tenista da história a ocupar a posição de número 1. E a quinta a liderar o ranking somente neste ano, que também já teve a norte-americana Serena Williams e a alemã Angelique Kerber no topo nesta temporada. Ela se torna ainda a primeira tenista da Romênia a obter tal feito desde que o ranking por computador foi introduzido, em 1975.

Em Pequim, a tenista de 26 anos vem fazendo uma campanha marcada por revanches. Antes de se vingar de Ostapenko, a romena eliminou Kasatkina, sua algoz no Torneio de Wuhan, também na China, na semana passada. E despachou também a russa Maria Sharapova pela primeira vez no circuito, pelas oitavas de final. A famosa tenista havia derrotado a romena no US Open.

Na China, Halep vai tentar buscar o segundo título da temporada. Antes, ela vencera em Madri. Numa temporada marcada pela regularidade, a nova número 1 do mundo foi vice-campeã em Roma, Roland Garros e Cincinnati.

Sua adversária na final em Pequim vai sair do confronto entre a francesa Caroline Garcia e a experiente checa Petra Kvitova, dona de dois títulos em Wimbledon.