Mundo

Em meio à crise, Maduro anuncia exercícios militares

CARACAS, 11 FEV (ANSA) – O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, iniciou uma série de exercícios militares que devem durar até a próxima sexta-feira (15). Especialistas dizem que serão os maiores exercícios já realizados pelo país em 200 anos.   

“Que Donald Trump não nos ameace. Fora Donald Trump da Venezuela, fora com suas ameaças, aqui há forças armadas e aqui há um povo para defender a honra, a dignidade e o decoro de uma pátria que tem mais de 200 anos de luta”, disse Maduro, ao anunciar os exercícios, referindo-se ao presidente dos Estados Unidos.   

Maduro também prometeu dar verba para que a Venezuela “tenha todo seu sistema de defesa antiaérea e antibalística”. Os exercícios militares acontecem em um momento em que Venezuela atravessa uma grave crise política e social, com escassez de alimentos e remédios.   

Maduro, que não é mais reconhecido como presidente por uma série de países, como Estados Unidos, Canadá, Brasil e União Europeia (UE), enfrenta a oposição do autoproclamado presidente Juan Guaidó. (ANSA)