Esportes

Em jogo tenso, CSA vence Juventude e deixa zona de rebaixamento da Série B

O CSA continua reagindo na Série B do Campeonato Brasileiro. Na tarde deste sábado, o time alagoano derrotou o Juventude pelo placar de 3 a 2, no Rei Pelé, pela 11ª rodada, e engatou seu segundo triunfo consecutivo na competição, deixando a zona de rebaixamento para trás.

Com o resultado, o CSA deixou a degola, agora, com dez pontos. O Juventude, por outro lado, voltou a perder grande oportunidade de se aproximar do G-4. O clube de Caxias do Sul soma 16.

O jogo começou eletrizante. O CSA tomou a iniciativa do duelo e criou duas oportunidades com Andrigo. O Juventude optou por esperar o rival e apostou em jogadas pelos lados de campo para tentar surpreender. A melhor chance da equipe gaúcha na etapa inicial foi com Luis Ricardo, que aproveitou o cruzamento de Renato Cajá e, de cabeça, mandou para fora.

Aos poucos, o clube alagoano foi se sentindo mais à vontade e acabou abrindo o placar aos 36 minutos. Márcio Araújo, ex-Palmeiras e Flamengo, fez linda jogada pela esquerda e cruzou forte para o meio da área. A defesa do Juventude falhou e Pedro Júnior pegou o rebote e chutou com força para fazer 1 a 0.

O time visitante sentiu o gol e deu ainda mais espaço para o adversário, que aproveitou. Aos 46 minutos, Márcio Araújo acionou Rafinha pela esquerda. Ele colocou a bola na cabeça de Paulo Sérgio, que testou firme para ampliar e confirmar a ‘lei do ex’ no Rei Pelé.

O panorama do segundo tempo foi o mesmo. O CSA começou em cima e fez o terceiro aos quatro minutos. Paulo Sérgio recebeu de Yago e deu lançamento primoroso para Pedro Júnior. O atacante invadiu a área e soltou o pé para ampliar. Após o gol, o time alagoano tirou o pé do acelerador e começou a assistir o Juventude jogar.

O clube gaúcho, então, conseguiu diminuir aos 22 minutos. Breno Lopes recebeu passe açucarado na esquerda e tocou na saída de Matheus Mendes para fazer 3 a 1. O mesmo Breno Lopes colocou mais fogo na partida ao fazer o segundo, após pegar de primeira o belo lançamento do meio da rua de Marciel.

O fim do jogo foi de ataque contra defesa. O Juventude jogou o CSA para o campo de defesa e pressionou, mas o empate ficou no travessão, em chute de longe de Marciel. O clube alagoano, então, conseguiu confirmar três importantes pontos na luta contra o rebaixamento.

Na próxima rodada, o Juventude enfrenta o Operário na terça-feira, às 19h15, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS). No mesmo dia e horário, o CSA visita o Vitória no Barradão, em Salvador (BA).

FICHA TÉCNICA

CSA 3 X 2 JUVENTUDE

CSA – Matheus Mendes; Diego Renan (Norberto), Cleberson, Luciano Castán e Rafinha; Márcio Araújo, Geovane e Yago (Leandro Souza); Andrigo (Allano), Paulo Sérgio (Nadson) e Pedro Júnior (Pedro Lucas). Técnico: Mozart.

JUVENTUDE – Marcelo Carné; Luis Ricardo (Samuel Santos), Wellington, Bareiro e Hélder; Gabriel Bispo, Gustavo Bochecha (Marciel) e Renato Cajá (Roberto); Capixaba (Rafael Silva), Dalberto (Wagner) e Breno Lopes. Técnico: Pintado.

GOLS – Pedro Júnior, aos 36, e Paulo Sérgio, aos 46 minutos do primeiro tempo. Pedro Júnior, aos quatro, e Breno Lopes, aos 22, e aos 38 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Andrey da Silva e Silva (PA)

CARTÕES AMARELOS – Geovane e Pedro Júnior (CSA); Gustavo Bochecha, Marcelo Carné e Wagner (Juventude)

RENDA E PÚBLICO – Jogo disputado com portões fechados.

LOCAL – Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL).

Veja também

+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial

+ Pudim japonês não tem leite condensado; aprenda a fazer

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ O processo de formação como obra

+ Arte e algoritmo: Uma genealogia

+ Radicalmente vivo