Esportes

Em jogo que teve Valdívia com Covid e pênalti polêmico, CSA e Avaí só empatam na Série B

O empate em 1 a 1, no Rei Pelé, não foi um bom resultado para nenhuma das equipes, que sonham com o acesso

Em jogo que teve Valdívia com Covid e pênalti polêmico, CSA e Avaí só empatam na Série B

Em duelo de times que estão diretamente ligados ao acesso, CSA e Avaí mediram forças no Estádio Rei Pelé, pela 35ª rodada da Série B. Não bastasse um pênalti polêmico para os mandantes para mexer com a partida, uma situação inusitada aconteceu no intervalo onde Valdívia precisou ser substituído após a CBF informar que o teste do atleta deu positivo para Covid-19. No fim, o confronto terminou no empate em 1 a 1, que não é bom para nenhuma das equipes no que se refere a acesso.

O CSA, com 53 pontos, pode perder o G-4 caso o Juventude vença o Cruzeiro, já que os gaúchos chegarão a 55 pontos. Enquanto isso, o Avaí foi aos 49 pontos e apesar de ainda ter sonho de acesso, a situação ficou mais difícil.

PÊNALTI POLÊMICO NO COMEÇO DA PARTIDA

CSA e Avaí faziam boas ameaças de ataque em uma partida sob forte calor no Estádio Rei Pelé, quando o árbitro Ronei Candido Alves, de Minas Gerais, apitou um polêmico pênalti que foi visto pelo assistente Frederico Soares Vilarinho.


+ Rapper implanta diamante de R$ 128 milhões no rosto
+ PR: Jovem desaparecida é encontrada morta; namorado confessa crime
+ Galo bota ovos e surpreende moradores de Santa Catarina

Após cruzamento de Diego Renan, Cleberson cabeceou na marcação de Betão, onde a bola bateu entre o ombro e o braço do zagueiro que estava colado ao corpo. O técnico Claudinei Oliveira ficou muito irritado no banco e levou amarelo.

Sem VAR para corrigir o lance, Paulo Sérgio, que não tem nada com isso, cobrou e abriu o placar aos 18 minutos.

AVAÍ CAIU APÓS O GOL

Apesar de ainda ser início de jogo, o Avaí jogava de igual para igual com o CSA até o pênalti aos 17 minutos do primeiro tempo, mas os catarinenses se mostraram abalados emocionalmente após sofrer o polêmico gol de pênalti e não conseguiu ameaçar o goleiro Matheus Mendes até a parada técnica aos 30 minutos. Até a paralisação, o CSA tinha 71% de posse de bola.

Com a bola rolando novamente, o Leão conseguiu em duas chances isoladas tentar voltar ao jogo. Em uma cabeceada de Getúlio que foi por cima e em um chute de fora da área de Valdívia em que ele obrigou Matheus Mendes sujar o uniforme.

VALDÍVIA COM COVID E EM CAMPO? COMO É QUE É?

Valdívia precisou ser substituído no intervalo, porque a CBF informou que o teste de Covid-19 do jogador feito na manhã deste sábado, que visa o jogo contra o Juventude na próxima rodada, deu positivo.

Mas no teste que ele havia feito anteriormente para o jogo contra o CSA, Valdívia estava liberado. No primeiro tempo, então, o camisa 10 jogou com a doença.

MUDANÇAS E… GOOOL!

Na volta do intervalo, Claudinei Oliveira fez duas alterações: saiu Valdívia e entrou o meia Renato, e o atacante Vinícius Leite entrou no lugar do zagueiro Rafael Pereira. E com dois minutos de jogo as mudanças surgiram efeito.

Após o Avaí trabalhar pela esquerda, o lateral João Lucas cruzou rasteiro e achou Renato, que entrou nas costas da zaga do CSA e só empurrou para o gol.

CSA SENTIU O GOL

O time de Mozart foi superior no primeiro tempo, mas viu o Avaí crescer após o gol e ter mais chances no ataque. Enquanto o Azulão encontrava dificuldades para sair jogando, o Leão aproveitava as brechas para trabalhar no campo ofensivo.

MUDANÇAS QUE NÃO MODIFICARAM O RESULTADO

Aos 27 minutos do segundo tempo, Claudinei e Mozart fizeram um “duelo” de substituições. O Avaí mexeu duas vezes onde saíram Ralf e Getúlio e entraram Jonathan e Leandrinho. No CSA, Nadson entrou no lugar de Rafael Bilu.

O Avaí seguia com maior possibilidade de marcar mais um gol, mas a defesa do CSA conseguia afastar bem. O Azulão tinha poucas chances até então.

Na sequência saíram Diego Renan e Gabriel para as entradas de Rafinha e Victor Paraíba, no CSA. Já no Leão, Rômulo saiu para dar lugar a Ronaldo Silva.

Na reta final de jogo, o CSA teve o atacante Rone expulso aos 44 minutos, período esse em que o Avaí já pressionava os rivais. E assim a equipe de Claudinei permaneceu até os 56 minutos, porém os catarinenses não conseguiram virar o duelo.

Veja também

+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Aprenda 5 molhos fáceis para aproveitar o macarrão estocado
+ Aprenda a preparar o delicioso espaguete a carbonara
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ Cientistas desvendam mistério das crateras gigantes da Sibéria
+ Sexo: saiba qual é a melhor posição de acordo com o seu signo
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Editora estreia com o romance La Cucina, uma aventura gastronômia e erótica