Esportes

Em jogo de 9 gols, Manchester City leva susto, mas vence Leicester em casa

Em jogo de nove gols e fortes emoções, o Manchester City levou um susto neste domingo, mas abriu a tradicional rodada do Boxing Day com uma bela vitória sobre o Leicester City por 6 a 3, em casa. Com sua nona vitória consecutiva, o time de Pep Guardiola ampliou a vantagem na liderança do Campeonato Inglês.

Imparável na temporada, o City chegou a 17 gols nos últimos três jogos – fez 4 a 0 no Newcastle e 7 a 0 no Leeds. Neste domingo, abriu 4 a 0 em apenas 24 minutos de jogo e parecia encaminhar goleada contundente. O Leicester, porém, reagiu no segundo tempo, diminuiu para 4 a 3. Mas não sustentou a pressão e ainda levou mais dois gols no fim.


O City encerrou sua participação no primeiro turno do Inglês com 47 pontos, seis acima do vice-líder Liverpool, que não entrará em campo neste Boxing Day porque seu jogo contra o Leeds foi adiado, em razão de casos de covid-19 no adversário. Já o Leicester é apenas o 10º colocado, com 22 pontos.

A partida disputada em Manchester contou com dois tempos bem distintos. O primeiro foi todo do time da casa. E a contagem foi aberta logo aos 5 minutos, com Kevin de Bruyne, que recebeu bom passe de Fernandinho e finalizou da entrada da área.

Sete minutos depois, Tielemans fez falta sobre Laporte na área e o árbitro confirmou o pênalti após consultar o VAR. Mahrez bateu alto, converteu a penalidade e aumentou a vantagem dos anfitriões.

O jogo era movimentado, com chances também para o Leicester. Aos 17, Ederson precisou trabalhar. Fez bela defesa e ainda contou com o travessão, após cobrança de falta na área. Do outro lado, Gündogan foi mais eficiente. Ele completou para as redes, após rápida troca de passes pela direita, aos 20.

Pior jogador da partida, Tielemans cometeu outro pênalti aos 23 ao derrubar Sterling na área. O próprio atacante do City converteu a cobrança também em finalização alta.

O placar exibia 4 a 0 para os anfitriões, mas podia ser 6 ou 7. O primeiro tempo só não terminou com placar mais dilatado porque o goleiro Kasper Schmeichel fez duas grandes defesas.

O segundo tempo não correspondeu às expectativas de massacre do City. Mais lento, o time de Guardiola não tinha mais a mesma agilidade no ataque. Parava na retranca do Leicester e mostrava descuido na defesa. A consequência veio em poucos minutos, sob o comando de Iheanacho. Aos 9, ele acionou Maddison em rápido contra-ataque pela esquerda: 4 a 1.

O cenário se repetiu apenas quatro minutos depois. Iheanacho, novamente como garçom, deu passe para Lookman descontar. Aos 19, o atacante resolveu ele mesmo. Após chute fora de fora da área, Ederson espalmou, a bola acertou o travessão e, no rebote, o próprio Iheanacho completou para as redes: 4 a 3.

A então improvável reação do Leicester se tornava realidade, diante da apatia e do susto do City. Mas a torcida local pôde se acalmar quatro minutos depois, aos 24. Após cobrança de escanteio, Laporte escorou de cabeça e voltou a deixar o City em boa vantagem no placar. Antes do apito final, Sterling anotou o sexto gol dos anfitriões, depois de novo escanteio cobrado na área.

OUTROS RESULTADOS – As redes também balançaram várias vezes no duelo entre o Norwich City e o Arsenal, que goleou por 5 a 0, fora de casa. Saka foi o principal jogador da partida, com dois gols. Tierney, Lacazette, de pênalti, e Smith-Rowe anotaram os demais gols do time londrino.

Com sua quarta vitória seguida, o Arsenal já aparece na quarta colocação da tabela, com 35 pontos. Está logo à frente do rival Tottenham, que também venceu na rodada e alcançou os 29 pontos. Em casa, o time de Antonio Conte superou o Crystal Palace por 3 a 0, com direito a gol do brasileiro Lucas Moura. Harry Kane e Son marcaram os outros gols.

O time visitante não contou com o técnico Patrick Vieira no banco de reservas porque ele testou positivo para a covid-19. Em outro jogo já finalizado neste domingo, o Southampton derrotou o West Ham por 3 a 2.