Esportes

Em duelo de veterano contra novato, Atlético de Madrid encara RB Leipzig na Liga

Atlético de Madrid e RB Leipzig vão fazer um duelo de “veterano” contra “novato” nesta quinta-feira, às 16 horas, em busca de uma vaga na semifinal da Liga dos Campeões. Em Lisboa, onde está sendo disputada a reta final da competição europeia, o time espanhol entrará em campo com a experiência de dois vice-campeonatos, enquanto o rival alemão disputa a fase de quartas de final pela primeira vez em sua curta história, de apenas 11 anos.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

“É um time jovem, dirigido por um treinador jovem e que está realizando um trabalho fantástico, ao fazer com que todo o time adote posturas diferentes durante a partida, com a mudança constante de posicionamento no gramado”, avalia Diego Simeone, técnico do Atlético.

Ele demonstra estar bem ciente do futebol apresentado pelo time alemão na atual temporada. “Trata-se de uma grande equipe, que conseguiu números semelhantes aos nossos”, afirmou o técnico, comparando as campanhas das duas equipes em suas competições nacionais. Ambos os times terminaram em terceiro lugar em suas ligas, com 18 vitórias e apenas quatro derrotas.

Para chegar às quartas, o Atlético precisou eliminar o Liverpool, atual campeão, em uma atuação surpreendente antes da pandemia do novo coronavírus. Na casa do rival inglês, os espanhóis venceram por 3 a 2, há 155 dias. Agora terá pela frente um confronto decidido em duelo único, em um estádio neutro, e sem torcida.

“Passou muito tempo desde aquele jogo. Toda aquela ebulição ficou para trás e aquele resultado está na história do clube, mas agora a competição será retomada e precisamos buscar forças e lembrar do que foi feito para colocarmos em campo novamente”, disse o técnico argentino na quarta, em entrevista coletiva realizada em Portugal.

Do outro lado, o novato RB Leipzig deve fazer uma apresentação “confiante e atrevida”, segundo as definições do próprio técnico, Julian Nagelsmann. “Estamos nas quartas de final da Liga dos Campeões. Normal que meus jogadores estejam concentrados, motivados e emotivos para partida. Estamos muito alegres para encararmos este grande desafio. Tenho certeza de que iremos fazer um grande jogo”, afirmou o alemão.

O jovem técnico, de apenas 33 anos, não quis adiantar a escalação da equipe, mas deixou escapar que é grande a possibilidade de colocar Patrick Schick e Yussuf Pouls no centro do ataque. “Com essas duas opções, podemos tentar superar a forte defesa do Atlético tanto com bolas altas como no jogo rápido.”

O atacante Schick e o zagueiro Marcel Halstenbergn treinaram normalmente nea quarta-feira e deverão estar entre os titulares. “Só não sabemos se terão condições físicas de atuarem os 90 minutos”, completou o Nagelsmann, que aproveitou para analisar o adversário.

“O elenco do Atlético tem grande capacidade técnica e muita experiência em torneios deste tipo. Sua maior característica está na grande velocidade que consegue imprimir em seu jogo para sair da defesa para o ataque”, disse o técnico, que está no comando do time alemão desde junho de 2018.

Veja também

+Cidadania divulga calendário de pagamentos da extensão do auxílio emergencial

+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA

+Após ficar internada, mulher descobre traição da mãe com seu marido: ‘Agora estão casados’

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ GM terá que reembolsar mais de R$158 milhões em impostos por fechamento de fábrica do Cruze

+ Fazenda 2020: Mariano e Jake se beijam na área externa da casa

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea