Esportes

Em casa, Valencia perde mais uma e segue sem pontuar no Espanhol

Com um dos piores inícios de Campeonato Espanhol de sua história, o Valencia segue decepcionando sua torcida. Neste domingo, em casa, o time foi batido pelo Betis por 3 a 2 e ampliou seu jejum na competição. Após três rodadas, o Valencia segue sem pontuar na tabela.

Assim como o Valencia, o Betis está longe de empolgar os fãs no Espanhol. Antes deste jogo, só tinha um ponto. Mas, diante do lanterna, o time visitante mostrou a força dos seus veteranos para buscar a primeira vitória no campeonato. Ruben Castro e Joaquin Sanchez, ambos de 35 anos, marcaram os gols da equipe – Castro marcou duas vezes.

Pelo time anfitrião, Rodrigo Moreno e Ezequiel Garay, um dos reforços para a temporada, balançaram as redes. A reação do Valencia, neste domingo, foi “sabotada” pela perda de Enzo Perez no início do segundo tempo. Ele recebeu o cartão vermelho e deixou a equipe com um a menos até o apito final. O segundo gol de Castro saiu somente nos acréscimos do segundo tempo.

O Betis soma agora quatro pontos, afastando-se da zona de rebaixamento. O Valencia ocupa a última colocação. Mais cedo, neste domingo, o Sporting Gijon derrotou o Leganes por 2 a 1. Nacho Cases e Duje Cop marcaram pelos anfitriões, enquanto Diego Rico descontou para os visitantes.

Veja também

+ Cantora MC Venenosa morre aos 32 anos e família pede ajuda para realizar velório
+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel