Mundo

Em ‘caça a terroristas’,Salvini investiga 30 nomes na Itália

ROMA, 19 JAN (ANSA) – Após prometer recuperar “terroristas” espalhados ao redor do mundo, o ministro do Interior e vice-premier da Itália, Matteo Salvini, tem analisado pelo menos 30 nomes de suspeitos foragidos, informaram fontes oficiais do governo neste sábado(19).   

A nova lista foi atualizada pelos Serviços de Inteligência e Forças da Ordem da Itália após a prisão de Cesare Battisti, que atualmente cumpre prisão perpétua em Oristano, na Sardenha. De acordo com fontes do Departamento de Segurança Pública, subordinado ao Ministério do Interior, a Itália contabiliza 30 foragidos “políticos”, tanto de esquerda quanto de direita.   

Desse total, pelo menos 14 estaria na França, enquanto o resto podem estar espalhados entre a América Latina, o Japão e países da Europa. O governo italiano, a pedido de Salvini, está pronto para tomar medidas oficiais para solicitar a cooperação dos países que acolhem os fugitivos, principalmente da França. O objetivo é assegurar os terroristas à justiça italiana. “Se for preciso, estou pronto para ir a Paris conhecer [Emmanuel] Macron, só para trazer esses assassinos de volta à Itália”, afirmou o vice-premier italiano. Na última semana, durante coletiva de imprensa, Salvini afirmou estar trabalhando para recuperar terroristas que estão aproveitando ao redor do mundo. “De todas as cores políticas, branco, vermelho, verde”, declarou. (ANSA)