Esportes

Em busca do 24º título de Grand Slam, Serena vence e está na semifinal do US Open

Serena Williams obteve classificação para a semifinal do US Open, ao vencer, nesta quarta-feira, a búlgara Tsvetana Pironkova, por 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/3 e 6/2. A norte-americana, de 38 anos, seis vezes campeã do torneio, comentou na entrevista após o jogo o quanto foi fisicamente desgastante e emocionalmente extenuante o duelo de 2h11.

“Estou feliz por estar aqui de pé e falando com você”, disse Serena. “Eu estava a um ponto de não estar aqui. Eu simplesmente continuei lutando e nunca desisti. Você tem que continuar. “Isso só mostra como as mães são duras. Você dá à luz a uma criança e pode fazer quase tudo.”

A filha de três anos de Williams, Olympia, assistiu ao jogo no USTA Billie Jean King National Tennis Center, junto com o pai Alexis Ohanian. O filho de dois anos de Pironkova, Alexander, e seu marido estavam em casa na Bulgária.

Com a vitória, de virada, Serena chegou à sua décima terceira semifinal em Nova York (a sua 11ª consecutiva) e continua na briga para somar o 24º título de Grand Slam e igualar a marca histórica de Margaret Court. No atual torneio, a americana teve outros duelos bem difíceis com a compatriota Sloane Stephens e a grega Maria Sakkari.

No masculino, o russo Daniil Medvedev, que perdeu a final do último US Open para Rafael Nadal, derrotou seu compatriota Andrey Rublev, por 7/6 (8/6), 6/3 e 7/6 (7/5) em 2h27 de jogo.

Medvedev construiu sua vitória contra Rublev (10º cabeça de chave), seu amigo de infância, voltando de 1/5 do tie break do primeiro set. “Em um momento como aquele, você tem que lutar por cada ponto, mas ao mesmo tempo eu pensei: ‘Bem, provavelmente perdi o set’. Eu tinha uma chance melhor de perder do que de ganhar”, lembrou Medvedev.

Rublev, de 22 anos, não conseguiu se recuperar do golpe emocional da perda do set, contra o qual lutou frustrado, jogando a raquete no chão e gesticulando durante todo o resto da partida.

Medvedev, que teve que receber atendimento médico no ombro durante o terceiro set, deu um grito de raiva no final da partida, aliviado por ter eliminado Rublev, amigo desde os oito anos. “É a primeira vez em quase um ano que comemoro minha vitória porque foi muito difícil e eu senti que isso poderia me colocar em apuros. Ele estava jogando incrivelmente bem”, disse Medvedev, de 24 anos, que busca seu primeiro título do Grand Slam.

Este torneio masculino do US Open será o primeiro Grand Slam dos últimos quatro anos que terá um vencedor diferente de Novak Djokovic, Rafael Nadal ou Roger Federer.

Veja também

+ Confira 4 dicas para descobrir se o mel é falsificado

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar