Esportes

Em apresentação, Erik mira sequência para recuperar bom futebol no Atlético-MG

O atacante Erik demonstrou nesta terça-feira estar convicto sobre o que precisa para recuperar o bom futebol: uma sequência maior de jogos. Essa foi a análise do atleta em sua apresentação no Atlético Mineiro.

Depois de se destacar no Goiás, Erik chegou como grande promessa ao Palmeiras no início de 2016. Mas, em dois anos, não conseguiu engrenar, pouco atuou e acabou emprestado ao Atlético Mineiro, onde tentará um recomeço.

“Todo atleta depende de uma sequência. Você constrói isso no dia a dia. Sempre trabalhei forte no Palmeiras, mas era um grupo grande, de atletas de qualidade, e só jogavam 11. E no futebol, você precisa de uma sequência. Por isso, escolhi o Atlético, para atuar e fazer o meu melhor”, avaliou.

Embora com pouco espaço no Palmeiras, o atacante ponderou que não se arrependeu de sua opção. “Fiz a escolha de ter ido para o Palmeiras e acredito que foi uma das melhores escolhas de minha vida, que foi ser campeão. Hoje faço outra escolha no Atlético e tenho o mesmo objetivo, de ser campeão.”

Motivado com a oportunidade em seu novo clube, Erik reiterou que chega ao Atlético-MG para ser campeão. “Realizei um grande sonho no Palmeiras, de ser campeão brasileiro, e hoje estou aqui no Atlético-MG em busca de novos títulos”, pontuou. “Espero que esse seja um ano de muitas conquistas para todos nós.”

Sobre a posição onde prefere jogar no ataque – mais aberto ou centralizado -, o jogador de 23 anos garantiu que pode fazer as duas funções. “Tenho uma versatilidade desde a época do Goiás, nunca tive problemas com os lados, e joguei muito tempo por dentro”, explicou. “Mas ainda não tivemos um esboço, nada com um posicionamento definido na pré-temporada.”

Veja também

+ Toyota Corolla Cross é SUV do Corolla para brigar com Jeep Compass e cia; confira imagens oficias
+ Coronel da PM diz que Bolsonaro é ‘falastrão’ e renuncia à entidade de Oficiais
+ Fundador da Ricardo Eletro e filha são presos em operação contra sonegação
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Paçoquita vira sorvete de massa e pretende ser vendida nos EUA
+ Juliana Caetano, do Bonde do Forró, fala sobre proposta de 500 mil reais que recebeu
+ Uma Harley-Davidson com 360 diamantes e peças banhados a ouro, a moto mais cara do mundo
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior