Comportamento

Elon Musk, CEO da Tesla, avisa que deixa Twitter em um tuíte

Elon Musk, CEO da Tesla, avisa que deixa Twitter em um tuíte

Elon Musk em Los Angeles, em 21 de julho de 2019 - AFP/Arquivos

Elon Musk, diretor-executivo da fabricante de automóveis Tesla, anunciou nesta sexta-feira que está deixando a rede social Twitter por meio de alguns tuítes – sem citar os diversos escândalos que desatou com suas polêmicas mensagens nos últimos anos.

“Não estou certo de que o Twitter seja bom”, “O Reddit ainda parece estar bom” e “Ficando offline”, tuitou o bilionário sem dar explicações.

Elon Musk é particularmente viciado neste meio de comunicação direta com o público. Posta mensagens corriqueiras, várias vezes ao dia, principalmente sobre seus negócios, mas também brincadeiras e comentários sobre qualquer assunto.

Mas a agência que controla a Bolsa de Nova York, a SEC, acusa-o de multiplicar tuítes cujo conteúdo poderia induzir investidores ao erro e influenciar no preço das ações da Tesla.

Musk também foi processado por difamação por um espeleólogo britânico que ele descreveu como pedófilo no Twitter.

O empresário atacou o cientista depois que ele descreveu como “golpe publicitário” a tentativa fracassada do diretor da Tesla de enviar um submarino em miniatura para ajudar a resgatar 12 jovens presos pelas águas da enchente.

Antes do protesto causado por seus comentários no Twitter, Musk pediu desculpas ao espeleólogo e excluiu as mensagens ofensivas.