Desde que assumiu a transexualidade em 2020, Elliot Page vem usando sua visibilidade para criar conscientização acerca do tema. Na capa da revista americana “People”, além de falar sobre os momentos difíceis que passou, o ator contou mais sobre a forma como se sente após assumir sua verdadeira identidade. Mais detalhes da entrevista foram revelados no site da publicação na última sexta-feira (02).

+ Elliot Page relembra primeira experiência em bar LGBTQIA+ antes da transição de gênero

“Definitivamente me sinto de uma forma que achei que nunca conseguiria me sentir”, relatou Elliot, referindo-se a viver sua verdade após a transição de gênero. E completou: “Isso se manifesta principalmente em como me sinto presente, a tranquilidade que sinto e a capacidade de existir. Houve períodos da minha vida em que eu realmente senti que não tinha [capacidade de existir].”

“Muitas vezes é muito mais nos momentos de silêncio. Acho que falamos sobre ‘alegria trans’ e euforia. Muito disso está na quietude. Para manter a ‘guarda baixa’. Eu sempre fui meio que fechado, ansioso. Eu nunca sentia que a pele era minha.

O ator, que em breve lançará a autobiografia “Pageboy“, ainda falou sobre sua influência entre jovens: “Quando eu estou andando pela rua e pessoas jovens vêm até mim, significa o mundo. Elas sendo elas mesmas, tendo a coragem para dizer ‘Esse é quem eu sou, e vou viver autenticamente.'”

Elliot Page abre o coração sobre transição de gênero: 'Nunca sentia que a pele era minha'
Reprodução/Instagram