Economia

Eletrobras adere a acordo de leniência da Camargo Corrêa com CGU e AGU

A Eletrobras assinou nesta segunda-feira, 26, termo de adesão ao acordo de leniência, firmado pela Controladoria-Geral da União(CGU) e Advocacia Geral da União (AGU) com a Camargo Corrêa, e deve ser ressarcida em R$ 116,899 milhões por empreendimentos dos quais participa, direta ou indiretamente, por meio de suas controladas.

Segundo fato relevante divulgado nesta segunda pela companhia, com o acordo, R$ 28.899.890,67 devem ser destinados à Eletrobras, R$ 28.899.890,67 para a Chesf, R$ 38.498.514,62 para a Eletronorte e R$ 20.601.123,36 para Furnas.

“Esta é uma oportunidade de fazer retornar à Eletrobras parte dos recursos a que a companhia tem direito, diante dos prejuízos causados pela construtora, decorrentes do esquema de corrupção desvendado pela Operação Lava Jato, além de garantir o acesso às informações e documentos obtidos por intermédio do citado Acordo, de forma a avaliar se há outras medidas de ressarcimento cabíveis a serem adotadas, em razão dos atos ilícitos dos quais foi vítima”, afirma a empresa.

Veja também

+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel