Coronavírus

“Eles não servem para nada, não comprem”, diz microbiologista sobre testes rápidos de Covid-19

Crédito: Reprodução/ TV Cultura

A microbiologista Natalia Pasternak criticou nesta segunda-feira (29) a eficiência dos testes do novo coronavírus vendidos em farmácias, conhecidos como testes rápidos. Em entrevista ao Roda Viva, da TV Cultura, a cientista afirmou que os testes sorológicos não são confiáveis.

“Eles não servem para nada, não comprem. Não deveria ser vendidos em farmácias, mais confunde a população do que ajuda, as pessoas não sabem interpretar os testes. A maioria desses testes rápidos de farmácia não é bom. Eles são ruins. Além de tudo a qualidade deles é duvidosa, a sensibilidade deles é baixa, eles podem dar muito erro de falso-positivo, como de falso-negativo”, alertou.

Segundo a microbiologista, o RT-PCR, considerado o teste padrão no diagnóstico da Covid-19, “ é o único teste que diz se a pessoa está ou não está com o vírus”.

“É grave a gente não ter os testes de RT-PCR disponíveis principalmente para profissionais de saúde e na rede pública para fazer diagnóstico. Porque esse é o teste que faz diagnóstico. A gente não faz diagnóstico com sorologia, com teste rápido”, explicou.

Natalia criticou ainda a falta de testes RT-PCR e afirmou que os insumos necessários para a realização desses testes deveriam ter sido comprados pelo Ministério da Saúde. “A gente comprou pouquíssimos insumos para poder ter este teste disponível no Brasil, isso foi uma escolha do desgoverno federal”, disse.

Veja também

+ Toyota Corolla Cross é SUV do Corolla para brigar com Jeep Compass e cia; confira imagens oficias
+ Robert De Niro reduz limite do cartão da ex-mulher e diz que coronavírus implodiu suas finanças
+ MasterChef estreia sem "supercampeão" e cheio de mudanças
+ Gafanhotos: cidade na Bahia enfrenta invasão de insetos
+ Coronel da PM diz que Bolsonaro é ‘falastrão’ e renuncia à entidade de Oficiais
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior