A semana

Elas são azul e branco. E pioneiras como compositoras de samba-enredo

Crédito: Guito Moreto / Agência O Globo

ESTREIA O time que quebrou o reinado dos homens nos noventa e cinco anos da Portela: outras escolas seguirão o exemplo (Crédito: Guito Moreto / Agência O Globo)

A escola de samba Portela está fazendo noventa e cinco anos de existência. O conjunto Samba das Guerreiras tomou à frente e formou, dentro das fronteiras portelenses, o primeiro grupo de mulheres compositoras de enredo. Desde que o samba é samba, isso era coisa só de homem. Mudou. E as integrantes desse time do sambódromo vão homenagear nesse carnaval a maravilhosa e saudosa cantora Clara Nunes (“subiu” em 1983 com a alma azul e branca). Pergunte a essas compositoras sobre movimentos políticos, feministas ou ideológicos. A resposta não atravessa o ritmo: “somos somente fruto dessa sonoridade entre as meninas”. Resposta de sambista de primeira linha. Joseth Rodrigues, que pertence ao grupo, já venceu na escola um concurso de samba de terreiro. Com certeza a moda vai pegar e, carnaval após carnaval, as mulheres conquistarão cada vez mais espaço nas alas de compositores. Essa é a opinião de um deles, de outra escola de samba. Pelo menos por enquanto, ele pede para não ser identificado.

De “Gegê” ao capitão

FESTA Máscaras de Jair Bolsonaro e Sergio Moro: exaltação e crítica (Crédito:Divulgação)

 

Desde que o samba é samba, presidentes são satirizados ou badalados no carnaval. O campeão das marchinhas foi Getúlio Vargas (aliás, foi ele quem passou a dar verba para as escolas em troca de samba-exaltação). Uma das mais famosas é assinada por Haroldo Lobo e Marino Pinto (1951): “Bota o retrato do velho outra vez bota no mesmo lugar o sorriso do velhinho
faz a gente trabalhar”. Na era Bolsonaro isso volta com toda força. Máscaras dele e de sua equipe são vendidas em todo o País. Entre as tantas marchinhas, destaque para uma do grupo Marcheiros: “É bom Jair arrumar uma desculpa porque o major já conversou com o coronel e o general já decretou se tiver outro escarcéu o capitão vai ser  expulso do quartel”.

Divulgação

VENEZUELA
Nicolás Maduro anuncia o fechamento da fronteira com o Brasil

JUAN BARRETO

 

Em um ato autoritário, o ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou na quinta-feira 21 o fechamento da fronteira de seu país com o Brasil. Tenta, assim, impedir que entre em território venezuelano a ajuda humanitária obtida pelos opositores do regime bolivariano para a população faminta e doente – no caso brasileiro, ela seria transportada a partir da cidade de Pacaraima, em Roraima. Maduro declarou que a obstrução da fronteira valeria a contar das 20 horas. Diversos analistas políticos da América do Sul consideraram a sua fala criminosa, ainda que não passe de bravata, ameaça e gesto de desespero. O início da jornada está marcado para sábado (cem toneladas de alimentos e medicamentos). Maduro deixou clara a sua intenção de também fechar a fronteira com a Colômbia. Os EUA apoiam a ajuda humanitária e não descartam o uso de força armada se Maduro tentar bloqueá-la.

BRASIL
Seja Floriano prudente

Divulgação

Pela segunda vez o Brasil tem em sua história um militar chamado Floriano Peixoto. O atual é o general que assumiu a Secretaria-Geral da Presidência; o antigo é o ex-presidente conhecido como “marechal de ferro”. Separam um do outro 128 anos. O marechal não gostava do Congresso e sequer foi à estação de trem receber seu sucessor, Prudente de Morais. O general terá justamente a função de conquistar a simpatia dos parlamentares e o bom trânsito entre eles.

O marechal tinha como fã o escritor Artur Azevedo.  Escreveu ele: “E eu, leitor,  digo somente: Floriano foi prudente seja o Prudente um Floriano” Um Floriano não é parente do outro.  O Brasil espera que o atual respeite  Câmara e Senado. E seja prudente.

ECONOMIA
Governo de São Paulo buscará comprador para a Ford

Divulgação

No ano em que completa um século no Brasil, a Ford anunciou que fechará a sua fábrica na cidade paulista de São Bernardo do Campo, o maior polo automotivo do País. Nela são produzidos caminhões e o carro Fiesta. Estima-se que, direta e indiretamente, pelo menos 24 mil vagas de trabalho serão extintas. A Ford está perdendo dinheiro no Brasil – nos últimos cinco anos, a Ford América do Sul sofreu prejuízo de US$ 4,5 bilhões. Na quinta-feira 21, após reunião com a direção da empresa, o governador de São Paulo, João Doria, afirmou que buscará compradores para a fábrica com o objetivo de preservar os empregos.

SAÚDE
Vacinação no cruzeiro


Teve início na quarta-feira 20 a imunização de passageiros e tripulantes que estiveram e estarão a bordo do transatlântico MSC Seaview, no porto de Santos. Houve a confirmação de que treze pessoas da tripulação estão infectadas com sarampo – imaginou-se tratar – se de rubéola, mas exames laboratoriais não confirmaram essa hipótese. Receberão vacinas os 4,5 mil passageiros que desembarcaram e outros 4,5 mil que ingressaram no Seaview.

>> Falando em sarampo: o Brasil está prestes a perder o certificado de erradicação da doença, dado pela OMS.

>> Falando em vírus: circula no Brasil o da febre do Nilo Ocidental. É uma arbovirose transmitida por mosquito comum.

Veja também

+ Cantora MC Venenosa morre aos 32 anos e família pede ajuda para realizar velório
+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel