Esportes

Egito e Senegal completam semifinais da Copa Africana das Nações


O Egito, que venceu o Marrocos por 2 a 1, e o Senegal, que derrotou a Guiné Equatorial por 3 a 1, se classificaram neste domingo para as semifinais da Copa Africana de Nações, fase em que enfrentarão Camarões e Burkina Faso, respectivamente

Depois de um início tímido, Mohamed Salah desponta como a estrela do torneio desde o início do mata-mata e neste domingo a estrela do Liverpool foi o destaque da classificação dos ‘faraós’.

Sofiane Boufal abriu o placar de pênalti para os marroquinos, mas Salah empatou no início do segundo tempo (53) e deu a assistência para Ahmed Hassan ‘Trezeguet’ marcar o gol da vitória dos faraós na prorrogação (101).

“Demos tudo, como em todos as partidas. Agora temos que nos concentrar no jogo contra Camarões, que será muito difícil”, disse Salah após a vitória.

“Fisicamente estamos bem, apesar de ter que jogar mais um prorrogação, mas temos que lutar mentalmente, dizer a nós mesmos que somos jovens e com boa saúde” para minimizar o cansaço, acrescentou.

O atacante do Liverpool converteu o quinto pênalti na disputa contra a Costa do Marfim (0-0 nos 120 minutos, 5-4 nas penalidade) levando os ‘faraós’ às quartas de final e neste domingo foi o destaque de sua seleção, liderando a virada na segunda etapa.

Egipto e Camarões, as duas seleções com mais títulos continentais (7 para os ‘Faraós’ e 5 para os ‘Leões Indomáveis’) vão protagonizar uma das semi-finais do torneio num duelo que já é um clássico africano, após os dois países se enfrentarem em três finais da CAN, com duas vitórias para os egípcios (1986 e 2008) e uma para os camaroneses (2017).

A única má notícia para os egípcios foi a lesão, como aconteceu nas oitavas de final, do goleiro titular Mohamed Abougabal ‘Gabaski’, que foi substituído no início da prorrogação por Mohamed Sobhi.

– Adeus ao sonho da Guiné Equatorial –

Contra a Costa do Marfim, ‘Gabaski’ já teve que substituir Mohamed El Shenawy. Então, tudo indica que o Egito terá que terminar o torneio com seu terceiro goleiro.

Na última partida das quartas de final, o Senegal fez valer sua condição de favorito para se classificar, encerrando o sonho da Guiné Equatorial.

Famara Diedhiuo abriu o placar para os senegaleses aos 28 minutos mas o empate veio por meio de Jannick Buyla (57) dando à torcida de seu país a esperança de uma classificação histórica e inédita.

O sonho durou pouco. Senegal garantiu a vitória e a classificação com gols de Cheikhou Kouyate (68) e Ismaila Sarr (78).

A seleção senegalesa vai disputar a vaga na final na quarta-feira, em Douala, contra o Burkina Faso. As duas semifinais serão disputadas às 16h.

Por outro lado, a Confederação Africana de Futebol (CAF) anunciou neste domingo a reabertura do Estádio Olembé em Yaoundé para o restante do torneio.

A CAF havia decretado o fechamento do estádio após a ‘avalanche humana’ que causou oito mortes antes da partida das oitavas de final entre Camarões e Comores, um drama causado pelo fechamento de um dos portões de acesso ao estádio.

Desta forma, o Estádio Olembé será palco de uma das duas semifinais e da decisão do torneio.

E a Federação Tunisina de Futebol anunciou, apenas 24 horas após a eliminação diante do Burkina Faso, a demissão do treinador Mondher Kebaier, que será substituído pelo seu auxiliar, Jalel Kadri.

— Resultados das quartas de final da Copa Africana das Nações:

– Sábado, 29 de janeiro

Gâmbia 0

Camarões 2 Toko-Ekambi (50 e 57)

Burkina Faso 1 Outtara (45+3)

Tunísia 0

– Domingo, 30 de janeiro

Egito 2 Salah (53), Hassan (101)

Marrocos 1 Boufal (7 de pênalti)

Senegal 3 Diedhiuo (28) Kouyate (68) e Ismaila Sarr (78)

Guiné Equatorial 1 Buyla (57)

eba/ll/mcd/aam