Cultura

Editora denuncia cópias piratas de novo livro de Ferrante

ROMA, 22 JAN (ANSA) – A editora italiana de Elena Ferrante denunciou nesta quarta-feira (22) a comercialização de cópias falsas do último romance da escritora, “A vida mentirosa dos adultos”, lançado no início de novembro.   

Em entrevista à ANSA, Sandro Ferri, fundador da Edizioni E/O, disse que as falsificações estão à venda em bancas nas ruas e no marketplace da Amazon na Itália. “Percebemos há um mês que estão em circulação cópias falsas de ‘A vida mentirosa dos adultos’, e parece que já foram impressas cerca de 20 mil”, declarou.   

Segundo Ferri, ele apresentará duas denúncias à polícia: uma em nome de sua empresa e outra em conjunto com a Associação Italiana de Editores. “As cópias piratas são bem feitas. Uma pessoa comum não reconhece facilmente que são falsas. É possível ver pelo papel, pela impressão, mas isso só nós ou o tipógrafo conseguimos ver”, acrescentou.   

Os volumes piratas são vendidos na rua a 10 euros e no marketplace da Amazon a 16 euros – o preço de capa do romance é de 19 euros. De acordo com Ferri, a editora já imprimiu 300 mil cópias do livro de Ferrante.   

“É um negócio para esses piratas. Eles não fariam para um livro de mil cópias”, disse. “A vida mentirosa dos adultos” chegará ao Brasil em 2020 e narra a história da adolescente Giovanna, que enfrenta a dissipação de suas certezas, o divórcio dos pais e uma pouco exultante iniciação amorosa.   

Em 336 páginas (na edição italiana), Ferrante conta as transformações, as dificuldades, o crescimento, o desencanto, as traições e as mentiras dos adultos na vida da jovem.   

Quando é comparada pelo pai a uma tia excluída da família, a adolescente entra em crise, questiona a própria beleza e faz de tudo para encontrá-la, no que será o estopim para um caminho de descoberta em sua vida.   

A obra é ambientada em Nápoles, mas desta vez em Rione Alto e no nobre bairro de Vomero, e não mais na periferia de Lila e Lenù, as protagonistas da célebre “tetralogia napolitana”. Esse é o primeiro romance inédito de Ferrante desde “A história da menina perdida”, quarto e último volume da série “A amiga genial” e publicado em 2014. (ANSA)