O ovo da serpente

A história é chapa quente, mano! Tá ligado?! Não se vende cocaína no maravilhoso casarão neoclássico que é o Palácio Guanabara, sede do governo do Rio de Janeiro, nem se nomeia secretário nos morros com sua arquitetura de puxadinhos. Mas as imbricações entre as associações criminosas de políticos que se valem da caneta e do crime organizado das favelas que carrega AK-47 são maiores do que imagina a vã democracia do estado.

A sina do voto de cabresto

O presidente Jair Bolsonaro pode até declarar seu desprezo e aversão ao antecessor Lula, mas o fato é que o petista o inspira e ilumina. Apesar de ocuparem campos ideológicos opostos, o que se vê, na prática, é um Bolsonaro cada vez mais parecido com o desafeto, tanto na definição de suas políticas públicas como na estratégia populista para atrair eleitores. Seu objetivo é um só: como fez Lula, ele quer conquistar o apoio do cidadão pobre de um modo geral, em especial, o do Norte e do Nordeste, região em que perdeu as eleições. Bolsonaro está maquiando os programas sociais de Lula descaradamente e seguindo o cronograma de obras do adversário com o objetivo de se reeleger daqui a dois anos.

Copyright © 2021 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.