Farol ISTOÉ

É Lula de novo

É Lula de novo

(Arquivo) O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está preso na carceragem da PF de Curitiba desde abril de 2018 - AFP/Arquivos

Por mais que tentem construir narrativas para tentar desqualificar a Lava Jato, a maior operação de combate à corrupção no País segue firme e atuante. Nesta segunda-feira, a força-tarefa em São Paulo denunciou o ex-presidente Lula e seu irmão Frei Chico por corrupção passiva continuada. De acordo com o Ministério Público Federal, Frei Chico recebeu R$ 1,1 milhão por meio de uma mesada bancada pela Odebrecht entre 2003 e 2015. A dinheirama, segundo a Crusoé, faria parte de um pacotão de vantagens indevidas ofertadas a Lula pela empreiteira. Como diria aquele slogan de campanha, “é Lula de novo”.