Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

Na última quinta-feira (17), durante o duelo entre Everton e Newcastle pela Premier League, um torcedor invadiu o gramado e se amarrou pelo pescoço à trave. A ação do jovem era um protesto pelo uso de petróleo como fonte de energia. A partida precisou ser paralisada por sete minutos após o episódio.

Para soltar o jovem, de 21 anos, a segurança do estádio precisou utilizar alicate grande. Depois que foi solto, o manifestante foi contido e levado pelos funcionários para fora do estádio.

Em seguida, mais um torcedor invadiu o campo, mas desta vez era para repreender o manifestante, e também foi detido pelos seguranças.

Nas redes sociais, o grupo Just Stop Oil identificou o manifestante e divulgou falas do rapaz, que explicam o porquê dele ter escolhido se amarrar à trave. “É 2022 e é hora de olhar para cima, hora de intensificar e não ficar parado. É hora de agir como se fosse uma emergência”, disse o protestante, em um trecho compartilhado pelo grupo ativista.

“Relatório após relatório está me dizendo que meu futuro será terrível, e meu governo está me dizendo para não me preocupar”, acrescentou o rapaz.

O torcedor ainda pediu para outras pessoas não ficarem paradas. “Mas nós temos uma escolha. Podemos optar por destacar que nosso clima está desmoronando, podemos optar por resistir a esse governo que está nos traindo, podemos optar por intensificar e não ficar parados”, finalizou.