Comportamento

Duplo atentado contra clube esportivo deixa 20 mortos em Cabul

Duplo atentado contra clube esportivo deixa 20 mortos em Cabul

Duplo atentado em Cabul - AFP

Ao menos 20 pessoas morreram, incluindo dois jornalistas afegãos, e 70 ficaram feridas nesta quarta-feira (5) em um duplo atentado contra um clube esportivo em um bairro xiita de Cabul, indicaram as autoridades afegãs.

O primeiro ataque aconteceu às 18h00 locais (10h30 de Brasília), no bairro xiita de Dashti Barshy, no oeste da capital, segundo o porta-voz do Ministério do Interior, Najib Danish.

Por enquanto o duplo ataque não foi reivindicado, mas a minoria xiita do Afeganistão tem sido, em muitas ocasiões, alvo do grupo extremista Estado Islâmico (EI).

“Segundo as nossas informações, a explosão foi executada por um suicida”, indicou à AFP o porta-voz da polícia, Hashmat Stanikzai.

O agressor explodiu a sua carga dentro de um clube esportivo onde atletas de luta estavam treinando.

O porta-voz do Ministério do Interior deu um balanço de 20 mortos e 70 feridos. Uma fonte da segurança afegã confirmou o número de vítimas.

Também havia civis e membros das forças de segurança entre os mortos e feridos.

Uma hora depois do primeiro ataque, um carro carregado com explosivos detonou perto da cena onde se encontravam os jornalistas e as forças de segurança, declarou Hashmat Stanikzai.

Ao menos quatro jornalistas ficaram feridos nessa segunda explosão, disse à AFP o NAI, grupo de apoio aos meios de comunicação no Afeganistão.

Tolo News, o maior canal privado do Afeganistão, confirmou que dois de seus jornalistas morreram.

“Havia forças de segurança, uma multidão e jornalistas”, indicou Stanikzai.

“A segunda explosão aconteceu na entrada do Maiwand Club”, um centro onde lutadores treinam. “Não sei qual é a natureza do explosivo”, assinalou Stanikzai.

“Um ataque contra civis e funcionários de meios de comunicação do país é um ataque contra a liberdade de expressão e um crime contra a humanidade”, assinalou o presidente afegão, Ashraf Ghani, em um comunicado no qual condena os últimos atos de violência.

O responsável do Maiwand Club, Pahlawan Shir, indicou à AFP que o agressor “matou os guardas na entrada do clube esportivo antes de detonar a carga”.

“Estou procurando meus alunos, meus treinadores”, declarou Pahlawan Shir.

“Se explodiu dentro (do local) quando havia muitos atletas reunidos. Há muitos mortos e feridos”, indicou um usuário do Facebook, Mohammad Hanif.

O último atentado contra a comunidade xiita em Cabul aconteceu em 15 de agosto em um centro de preparação para os exames de acesso à universidade, no qual 37 pessoas morreram. O grupo EI reivindicou o ataque.

O atentado desta quarta ocorre no dia seguinte de os talibãs anunciarem a morte de Jalaluddin Haqqani, fundador da rede insurgente de mesmo nome, aliado dos talibãs e acusado nos últimos anos de muitos ataques suicidas que deixaram centenas de vítimas civis no Afeganistão.

Nesta quarta-feira, a polícia havia detido 11 membros da rede Haqqani que tinham explosivos e planejavam cometer um atentado, segundo os serviços de Inteligência afegãos.

O duplo atentado desta quarta acontece quando os Estados Unidos anunciam a nomeação do diplomata de origem afegã, Zalmay Jalilzad, que lidera os esforços americanos para restabelecer a paz no Afeganistão.