Esportes

Dupla da Porsche se sobressai e faz dobradinha em prova do México da Fórmula E


Emocionante e estratégica, a terceira prova da temporada da Fórmula E teve tudo que o fã de automobilismo espera de uma corrida. O autódromo Hermanos Rodríguez foi palco, neste sábado, de uma disputa acirrada entre Edoardo Mortara e a dupla de pilotos da Porsche. Pascal Wehrlein se sagrou vencedor, enquanto Andre Lotterer foi segundo e Jean-Eric Vergne fechou o pódio.

A estratégia para os pilotos era clara: quem soubesse economizar bateria e pneus, sairia melhor. Com curvas fechadas que exigiram bastante habilidade dos pilotos, a pista, diferente do local das duas provas anteriores, proporcionou alguns pontos de ultrapassagem e duelos interessantes. A primeira curva foi bastante utilizada para as trocas de posição. A maioria foi nela, incluindo uma de Mortara logo no início da prova.

O sábado começou emocionante já nas classificatórias. A FE usa um modelo de mata-mata para decidir quem larga na frente. Os melhores pilotos, de duas chaves, disputam uma espécie de playoffs. Em confrontos diretos, um vai eliminando o outro. Na ‘final’, Pascal Wehrlein conquistou a pole de Edoardo Mortara, com uma diferença de apenas 0,273 segundos, graças à derrapagem do piloto da ROKiT Venturi Racing nos metros finais.

Na largada oficial, como não poderia deixar de ser, emoção logo de cara. Os carros da Porsche começaram bem, segurando duas das três primeiras posições. Mas, o suíço Edoardo Mortara queria redenção e assumiu a liderança numa ultrapassagem emocionante nas primeiras voltas. Na ponta, o piloto da ROKiT Venturi Racing administrou boa parte da prova com segurança. O fato de ter escorregado na classificatória foi a virada que precisava para ficar alcançar a pole. Errou quando podia errar até então.

Mas, a confiança saiu pela culatra. Nos momentos decisivos, a dupla da Porsche assumiu a dobradinha mais uma vez e não saiu mais. A corrida foi bastante pegada e decidida apenas nos momentos finais. Pascal Wehrlein, assim como nas classificatórias, foi o primeiro, seguido pelo companheiro Andre Lotterer e Jean-Eric Vergne, da DS Techeetah, em terceiro.

Antonio Giovinazzi, companheiro de Sérgio Sette Câmara na Dragon Racing, foi o primeiro a parar. O italiano ainda tenta se adaptar na FE. É um consenso entre os pilotos que economizar combustível seria um trunfo aqui. Acostumado com a F1, pode ter tido esse tipo de problema com Giovinazzi.

A volta mais rápida foi do brasileiro Lucas di Grassi, com 1:09:487. No entanto, ele foi apenas o 12º colocado. Sérgio Sette Câmara ficou na 20ª posição. A Fórmula E volta às pistas apenas dos dias 9 e 10 de abril, quando a sede será Roma, na Itália, em ‘rodada dupla’ da competição de carros elétricos.

Confira a classificação completa da etapa do México da Fórmula E:

1º) Pascal Wehrlein

2º) Andre Lotterer

3º) Jean-Eric Vergne

4º) Antonio Felix da Costa

5º) Edoardo Mortara

6º) Nyck de Vries

7º) Robin Frijns

8º) Sébastien Buemi

9º) Maximilian Günther

10º) Jake Dennis

11º) Stoffel Vandoorne

12º) Lucas di Grassi

13º) Nick Cassidy

14º) Oliver Turvey

15º) Sam Bird

16º) Oliver Rowland

17º) Oliver Askew

18º) Dan Ticktum

19º) Mitch Evans

20º) Sérgio Sette Câmara

21º) Antonio Giovinazzi

Não completou a prova:

Alexander Sims