Geral

Doria pede a líderes de igrejas que façam cultos e encontros virtualmente

Após o presidente da República, Jair Bolsonaro, incluir igrejas na lista de serviços essenciais que podem funcionar durante a situação de emergência no País em decorrência do novo coronavírus, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), reiterou, em um pedido já feito por ele a líderes religiosos, a recomendação para que cultos, missas e outros encontros de natureza religiosa sejam feitos virtualmente.

“Tenho certeza que aqueles que dirigem igrejas têm bom senso e capacidade de compreender gravidade da situação que estamos”, disse Doria, em entrevista coletiva nesta quinta-feira.

O governador paulista preferiu não comentar a decisão de Bolsonaro alegando que, por enquanto, ela não foi publicada oficialmente.

Veja também

+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel