Brasil

Doria: não vim ao Rio fazer campanha, mas falar sobre Brasil no século 21


Palestrante em almoço da Associação Comercial do Rio de Janeiro, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), iniciou sua participação no evento afirmando que não estava ali para fazer campanha política, inclusive para o cargo de presidente da República, e que limitaria sua fala ao tema proposto: o Brasil no século XXI. Passada meia hora, no entanto, declarou apoio ao governador paulista e seu padrinho político, Geraldo Alckmin (PSDB).

“Se for cristalizada a candidatura (à presidência da República) de Alckmin, ele terá o meu apoio”, afirmou. Em seguida, Doria acrescentou: “eu quero o bem do Brasil”. Ele defendeu ainda uma política liberal para o País, com um estado enxuto e privatizações.

Por enquanto, o nome de Alckmin é proposto oficialmente apenas para a presidência nacional do partido, que se reunirá em convenção no dia 9 deste mês. No encontro, além de alçar o governador ao comando do partido, os tucanos vão discutir mudanças no estatuto do partido, com a adoção de limitações do poder do presidente. O objetivo é evitar novos desgastes como os enfrentados com o senador mineiro Aécio Neves.

Veja também
+ Corpo de Gabby Petito é encontrado, diz site; legista afirma que foi homicídio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Instituto Gabriel Medina fecha portas em Maresias
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ A motos mais roubadas em 2021
+ “Prefiro ser julgada com os milhões que vão cair na minha conta”, diz Aricia Silva ao criar perfil no OnlyFans