Brasil

Doria faz desagravo a Bolsonaro em Nova York

O governador de São Paulo, João Doria, acabou sendo a estrela da noite de ontem, em Nova York, na festa de premiação do “homem do ano” da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, ao fazer um desagravo ao presidente Jair Bolsonaro, que cancelou sua presença no evento. Convidado a falar em nome das centenas de brasileiros e americanos presentes à festa, Doria foi muito aplaudido ao dizer que precisava dar um recado ao prefeito de Nova York, Bill de Blasio, que foi o pivô da ausência de Bolsonaro na solenidade. Blasio disse que o presidente brasileiro não seria bem-vindo a Nova York por ser “homofóbico”. Doria foi taxativo ao rebater o prefeito, dizendo que falava como ex-prefeito da terceira maior cidade do mundo e como governador do Estado mais importante do Brasil. E falou em inglês, para que Blasio “compreendesse melhor” o que ele tinha a falar.

“Da próxima vez, seja gentil com os brasileiros que visitam sua cidade. Seja quem for. Seja como todos os nova-iorquinos que recebem milhões de visitantes todos os anos, de todas as raças, crenças e pensamentos. Exatamente como é a tradição da América. Um País que eu aprendi a admirar pelo seu respeito à liberdade, pela sua pluralidade e respeito aos Direitos Humanos”, disse o governador paulista, complementando: “Apesar de você Bill de Blasio, nós amamos Nova York e nós amamos a América”. Doria foi aplaudido de pé.

De acordo com o governador de São Paulo, não se pode condenar ninguém por seus pensamentos políticos. “Você pode ter votado ou não, pode gostar ou não de Jair Bolsonaro, mas ele é o presidente do Brasil e merece respeito em qualquer parte do mundo. Ele deveria estar aqui para receber seu prêmio, mas, apesar de Blasio, a homenagem será recebida por todos nós”. Como não foi a Nova York receber o troféu de “homem do ano”, Bolsonaro será condecoração ainda esta semana em Dallas, para onde o presidente brasileiro viajou hoje. A Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos fará outra solenidade em Dallas, numa viagem na qual Bolsonaro se encontrará ainda com o ex-presidente americano George W. Bush.

Doria e os empresários brasileiros, participam hoje de um seminário promovido pelo Lide, grupo de Líderes Empresariais, em Nova York, com as presenças do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e do presidente do Senado, Davi Alcolumbre. Todos retornam ao Brasil nesta quinta-feira.

Tópicos

Bolsonaro Doria