Doria e Moro discutem insegurança no Brasil em Davos

O governador de São Paulo, João Doria, e o ministro da Justiça, Sérgio Moro, se reuniram nesta quarta-feira 23 em Davos, na Suíça, para discutir a crise de insegurança que se espalha pelos principais estados brasileiros, como é o caso do Ceará. Doria prometeu a Moro que vai levar a Brasilia pelo menos 22 governadores do seu espectro político para discutir e apoiar o plano de segurança que o ministro Sergio Moro enviará ao Congresso no dia 10 de fevereiro. Segundo Doria, a reunião dos governadores será organizada nos próximos dias, depois do seu retorno à São Paulo, previsto para amanhã.

A reunião dos governadores com Moro deve acontecer antes dele encaminhar o plano de combate à violência e corrupção que ele encaminhará ao Congresso. Após o encontro, Moro é Doria gravaram um depoimento no qual o ministro diz que os problemas de segurança no País são da alçada do governo federal, mas muitas das ações também são de responsabilidade dos Estados.

Acompanhe abaixo o que disseram Doria e Moro na reunião que tiveram hoje em Davos.

+ Menina engasga ao comer máscara dentro de nugget do McDonald’s

Veja também

+ Caixa libera FGTS emergencial para nascidos em julho nesta segunda-feira (10)

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Patrick Estrela, de Bob Esponja, vai ganhar série própria

+ Sylvester Stallone coloca seu Cadillac Escalade personalizado à venda; confira!

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.