Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

As baixas temperaturas no outono e inverno trazem algumas consequências para a saúde, incluindo dor nos ossos e articulações. Embora seja um fator comum do clima, o sintoma não deve ser normalizado, conforme alerta Abdalla Skaf, especialista em radiologia musculoesquelética e traumatologia e diretor médico do Alta Excelência Diagnóstica, laboratório da Rede Dasa.

+ Como evitar rinite, asma e outras condições consequentes do tempo seco

+ 9 alimentos consumidos pelas pessoas mais velhas do mundo

A dor nos ossos ou articulações nos dias frios é consequência da vasoconstrição. “É uma diminuição do calibre dos vasos que levam a irrigação sanguínea para as articulações e ossos, fazendo com que os componentes presentes no sangue, responsáveis pelo controle inflamatório, sejam reduzidos. Assim, essa atividade inflamatória acaba aumentando, causando maior dor”, explica o especialista.

Indivíduos com quadro de lesão no sistema musculoesquelético, incluindo artrose, lesões musculares, tendíneas e fraturas têm predisposição ao sintoma. Além disso, Abdalla destaca a rigidez como outra característica que ascende a dor em pacientes com doenças reumatológicas.

Vela ressaltar ainda que aqueles que usam próteses ou objetos metálicos no corpo também estão mais favoráveis. Conforme o especialista, qualquer procedimento cirúrgico desencadeia alterações locais que causarão dor, visto que o frio gera contração e constrição nesses materiais.

A dor não tem que ser comum. As pessoas não têm que sentir dor. É um sintoma que precisa ser sempre avaliado, analisado nas suas respectivas formas de apresentação, seja por um especialista ou por um médico generalista”, alerta Abdalla.

+ 5 receitas fitness deliciosas para se aquecer no frio

Contudo, métodos de aquecimento podem prevenir a dor nos dias frios. Para isso, os “truques” comuns, como se manter agasalhado e em ambientes fechados (e arejados), são as melhores alternativas.