Esportes

Dominic Thiem e Petra Kvitova estreiam com vitória em Roland Garros

O austríaco Dominic Thiem, número 3 do ranking mundial, estreou com vitória em Roland Garros, nesta segunda-feira, ao derrotar o croata Marin Cilic, por 3 sets a 0, com parciais de 6/4, 6/3 e 6/3, em 2h05 de jogo.

Finalista do Grand Slam francês nos dois últimos anos e atual campeão do US Open, Thiem mostrou estar determinado a superar o espanhol Rafael Nadal e alcançar o segundo lugar no ranking, atrás apenas do sérvio Novak Djokovic.

“Estou satisfeito por ter jogado bem este primeiro jogo em condições climáticas difíceis (chuva e frio) e depois de ter que fazer a transição para o saibro da quadra dura. Isto ainda é meu torneio favorito”, disse o austríaco, em uma quadra coberta quase sem público devido às restrições sanitárias impostas pela covid-19.

Seu próximo rival será o norte-americano Jack Sock, que derrotou o compatriota Reilly Opelka por 6/4,

6/4 e 6/3.

No feminino, a checa Petra Kvitova, sétima cabeça-de-chave do torneio, conquistou sua 110ª em torneio de Grand Slam, ao vencer a francesa Océane Dodin, por 2 sesta a 0, com parciais de 6/3 e 7/5, em 1h17 de jogo.

Duas vezes campeã de Wimbledon (2011 e 2014), Kvitova, de 30 anos, terá como adversária na segunda rodada a vencedora entre a espanhola Aliona Bolsova e a italiana Jasmine Paolini.

Veja também

+ Pudim japonês não tem leite condensado; aprenda a fazer

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar