Economia

Dólar tem máxima na casa dos R$ 5,05 com reação a fator técnico


O dólar volta a se fortalecer no mercado doméstico, contrariando a tendência de baixa da moeda dos Estados Unidos no exterior, e renovou máxima a R$ 5,0506 (alta de 0,32%) no segmento à vista há pouco. O operador Hideaki Iha, da corretora Fair, afirma que a queda a R$ 5,02 mais cedo atraiu compradores, impedindo que a moeda rompa os R$ 5,00.

Pressão de baixa vem sendo exercida nas últimas sessões principalmente por investidores estrangeiros e, segundo operadores, a razão é que há grande volume de opção em aberto de dólar na casa dos R$ 4,80 a R$ 5,00 vencendo no final do mês e os grandes investidores tentam forçar a queda para levar a moeda americana para abaixo de R$ 5,00.

Já tesourarias de bancos e importadores têm comprado, limitando a queda.

Veja também
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

Tópicos

dólar