Economia

Dólar recua ante rivais, com reforma tributária dos EUA no radar

O impasse em torno da reforma tributária nos Estados Unidos continuou a afetar o dólar, que operou em baixa em relação a outras moedas principais nesta sexta-feira, 10. Em relação ao iene, no entanto, a moeda americana conseguiu recuperar parte das perdas registradas no dia anterior.

No fim da tarde em Nova York, o dólar subia a 113,53 ienes; o euro avançava para US$ 1,1666; e a libra subia para US$ 1,3197.

A proposta dos senadores republicanos de reescrever o código tributário dos EUA rompe em diversos pontos com a medida apresentada, na semana passada, pelos deputados do partido, impondo um confronto entre os líderes partidários e com pouco tempo antes do prazo do fim do ano para que o projeto seja aprovado.

As esperanças em torno da reforma tributária ajudaram a impulsionar o dólar, com o índice DXY em alta de quase 4% em relação ao menor nível de setembro. Para o dólar subir ainda mais, “precisamos de mais progressos na reforma tributária, mesmo que a aprovação final fique para o início do ano que vem”, comentaram analistas do Bank of America Merrill Lynch, em nota a clientes.

Já a libra teve forte avanço em relação ao dólar, após a produção industrial do Reino Unido subir 0,7% em setembro na comparação com o mês anterior, superando as expectativas de analistas consultados pelo Wall Street Journal. Fonte: Dow Jones Newswires

Veja também

+ Entenda como a fase crítica da pandemia de Covid-19 pode ter sido superada em SP
+ Ford Ranger supera concorrentes e é líder de vendas
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Cantora Patricia Marx se assume lésbica aos 46 anos de idade
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior

Tópicos

moedas