Economia

Dólar cai com vacinas animando o exterior; Campos Neto e Guedes ficam no radar

O dólar opera em queda moderada no mercado local, com notícias promissoras sobre vacinas alimentando o apetite por risco no exterior, após ter subido na sexta-feira.

Mas os investidores seguem de olho no risco fiscal do governo brasileiro e estão à espera do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, que fala às 10 horas na abertura da 7ª Semana Nacional de Educação Financeira (Semana ENEF), realizada por meio virtual. O evento será aberto à imprensa. Analistas do mercado enxergam no dólar um risco potencial à inflação, que é considerada temporária pelo BC.

Também o ministro Paulo Guedes será monitorado (10h15), após ter sugerido na semana passada que poderá usar reservas para reduzir dívida pública, além de prometer voltar a defender a criação de novo imposto sobre transações financeiras digitais.

A aceleração do Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) na terceira leitura de novembro mostrou quadro de inflação mais pressionado do que o esperado, segundo o coordenador da pesquisa na Fundação Getulio Vargas, Paulo Picchetti. O economista esperava IPC-S de 0,70% no fechamento de novembro, mas admite que a taxa deve ficar mais próxima de 1,0%.

Do lado fiscal, com o aumento da covid-19 em alguns Estados do País, como São Paulo, ainda que os governos locais descartem lockdown, a percepção é de que o auxílio emergencial tende a ser estendido no começo de 2021. E sem previsão de votação de medidas econômicas importantes, como a PEC Emergencial, o Orçamento de 2021 e reformas antes do segundo turno das eleições municipais no próximo fim de semana e dificilmente também em dezembro, o investidor faz ajustes de baixas moderados nos ativos financeiros seguindo o dólar fraco lá fora. Embora acumule perdas de cerca de 6,80% ante o real em novembro, o dólar ainda carrega valorização de mais de 33% neste ano.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Às 9h28, o dólar à vista caía 0,60%, a R$ 5,3534. O dólar futuro para dezembro recuava 0,47%, a R$ 5,3540.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Ticiane Pinheiro posa de maiô decotado e internautas suspeitam de gravidez
+ Denise Dias faz seguro do bumbum: “Meu patrimônio”
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

Tópicos

dólar