Economia

Dólar cai a R$ 5,61 com exportador vendendo moeda e desaceleração de Treasuries


O dólar retoma queda leve no mercado à vista, respondendo a ingresso de exportador na venda de moeda e um movimento de redução de posições em meio à desaceleração dos retornos dos Treasuries de longo prazo, diz Jefferson Rugik, diretor-superintendente da Correparti. Para ter ideia, às 11h50, o juro do T-Note dez anos subia a 1,5729%, ante máxima intradia a 1,5905%, de 1,547% no fim da tarde de ontem, cita Rugik.

Segundo ele, o dólar à vista chegou a subir mais cedo à máxima, a R$ 5,6776 (+0,88%), precificando uma saída grande de investidor estrangeiro do Brasil e, por isso, o dólar buscou rapidamente o patamar dos R$ 5,67 mais cedo”, comenta.

Às 11h56, o dólar à vista renovou mínima a R$ 5,6167 (-0,20%).

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago


Tópicos

dólar