Economia

Dólar baixa mais com otimismo ampliado por sinais de novos estímulos nos EUA

O dólar à vista tem nova mínima, a R$ 5,2669 (-0,96%). O dólar futuro para agosto caiu até R$ 5,2735 (-0,96%). Investidores ampliam a oferta da moeda norte-americana em meio à ampliação da alta do Ibovespa, na esteira das bolsas em Nova York, que reagem a sinais de mais cortes de impostos nos EUA e à garantia de dinheiro adicional a empresas atingidas pelo coronavírus prometida pelo Tesouro americano.

O economista Sidnei Nehme, diretor da corretora NGO, diz que o otimismo ampliou-se com essas notícias, depois do payroll (dado de empregos dos EUA) surpreendente em junho. “Há firme melhora do humor, sem pressão de saída de investidores estrangeiros do Brasil e um cenário político mais calmo”, avalia.

“O mercado reflete a melhora de forma geral no mundo, onde o dólar arrefece”, diz Jayro Rezende, gerente de tesouraria do Banco da China.

Veja também

+ Gésio Amadeu, o Chefe Chico de Chiquititas, morre após contrair Covid-19

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Seu cabelo revela o que você come (e seu nível socioeconômico)

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

Tópicos

dólar