Geral

Dois homens são condenados por racismo e injúria racial contra Maju Coutinho

Crédito: Reprodução/Instagram

Dois homens foram condenados pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, nesta segunda-feira (09), por racismo e injúria racial contra a apresentadora Maju Coutinho, da TV Globo.

Para o juiz Eduardo Pereira dos Santos Júnior, da 5ª Vara Criminal da Capital Paulista, Erico Monteiro dos Santos e Rogério Wagner Castor Sales utilizaram perfis falsos nas redes sociais para acessar a página da emissora e proferir injúrias contra a apresentadora de forma coordenada.

“Na liderança da comunidade cibernética denominada ‘Warning’, e sob pena de exclusão, ordenaram que seus membros efetuassem postagens de cunho preconceituoso e discriminatório contra a raça negra e a cor preta, o que efetivamente aconteceu, e de modo maciço e impactante”, escreveu o juiz na sentença.

“O ataque racista, desse modo, não estaria restrito a um gueto ou ao submundo da internet no qual transitavam os acusados. Ao atacar figura pública emblemática, os réus visavam – e de alguma forma obtiveram – ampla repercussão de suas mensagens segregacionistas”, complementou Eduardo Pereira dos Santos Júnior.

Erico foi condenado a seis anos de reclusão e Rogério a cinco anos em regime semiaberto, mais multa. Os dois réus também foram condenados por corrupção de menores por terem induzido três adolescentes à prática dos mesmos crimes. Eles poderão recorrer da sentença em liberdade.

Veja também
+ Joice Hasselmann aparece com fraturas e diz acreditar ter sido vítima de ‘atentado’
+ Pintor é expulso de rodízio por comer 15 pratos de massa; assista
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago