ISTOÉ Gente

Doença de Maria Zilda é a que causa mais cegueira em idosos, dizem especialistas

Em live realizada no último dia 13 de junho, Maria Zilda revelou sofrer de uma doença degenerativa nos olhos e que já perdeu a visão no olho direito. A doença se chama degeneração da mácula e é a principal causa de cegueira irreversível entre indivíduos com mais de 60 anos.

“Eu tenho um negócio chamado degeneração da mácula. Não tem cura, não tem remédio, não tem cirurgia”, disse a atriz, em conversa com Lucélia Santos. Eu tento evitar que os vasos sanguíneos atrás da retina arrebentem e sangrem. Se isso ocorre e eles cicatrizam na frente da retina gera a perda da visão, o que já aconteceu com meu olho direito”, completou.

O VivaBem, do UOL, entrou em contato com especialistas que comentaram sobre a doença. Jorge Rocha, membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia, disse que existem duas formas da doença: “A mais comum é a degeneração macular seca, ou atrófica, que corresponde a quase 80%, 85% dos casos”. Nesta situação ocorre a formação de manchas brancas (drusas) na retina, que vão se acumulando com o passar dos anos, causando a degeneração das camadas da retina, além de provocar uma pequena cicatriz no fundo de olho.

A outra degeneração macular é a úmida, em que pequenos vasos sanguíneos começam a crescer sob a retina, invadindo a mácula. Este seria o tipo citado por Maria Zilda. “Eles podem provocar sangramento, gerando dano nas células neurais e formação de extensa cicatriz fibrótica subretiniana que bloqueia a visão central”, afirma Marcos Ávila, especialista do Conselho Brasileiro de Oftalmologia e professor titular de oftalmologia da UFG (Universidade Federal de Goiás).

Veja também:
Após Covid-19, Fernanda Paes Leme relata que voltou a ser internada
Glamour Garcia aparece de topless para comemorar dia do Orgulho LGBTQIA+

Ainda segundo o VivaBem, do UOL, as causas da doença são uma incógnita. Uma das possibilidades seria pela oxidação dos tecidos, resultante do envelhecimento, que seria o principal fator do risco. Porém, pele clara, tabagismo e dia pouco nutritiva e exposição à luz também podem contribuir. Questões genéticas são outras possibilidades.

A prevenção recomendada seria usar óculos escuros com proteção UVA e UVB, consultar oftalmologista anualmente, especialmente após os 55 anos e a partir dos 40. Não fumar e ter um estilo de vida saudável também ajudam.

 

 

Veja também

+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial

+ Pudim japonês não tem leite condensado; aprenda a fazer

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+ Receita fácil de pão sírio de micro-ondas da Ana Maria Braga

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Mulher sobe de salto alto montanha de 4 mil metros

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago