Economia

DoE projeta barril do petróleo WTI em US$ 38,24 em 2020 e US$ 44,24 em 2021

O Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) dos Estados Unidos revisou em baixa suas projeções para o preço do petróleo neste ano e no próximo. Em seu relatório de curto prazo, o DoE espera que o barril do WTI fique em média em US$ 38,24 em 2020 e em US$ 44,24 em 2021.

No mês passado, o mesmo relatório projetava o barril do WTI em média em US$ 38,99 em 2020 e em US$ 45,07 no próximo ano.

O órgão voltou a alertar no relatório mais recente para o “alto nível de incertezas” atualmente, diante da pandemia da covid-19.

A pandemia tem causado mudanças na demanda por energia e nos padrões de oferta em 2020, e continuará a afetar esses padrões no futuro, afirma o DoE.

Ele comenta também que os níveis de estoques de petróleo “elevados” no mundo devem limitar a pressão de alta dos preços, com o barril do Brent seguindo perto de US$ 40 até o fim deste ano.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Conforme a demanda aumenta em 2021, deve haver pressão de alta sobre os preços, com o barril do Brent em média em US$ 47 em 2021, projeta o documento.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Boletim médico de apresentador da RedeTV! indica novo sangramento no cérebro
+ Yamaha se despede da SR 400 após 43 anos de produção
+ Cientista desvenda mistério do monstro do Lago Ness. Descubra!
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel