A revolta do antigo Procurador Geral do Estado do Rio de Janeiro, Bruno Dubeux, que foi exonerado, segundo fontes da Coluna, ocorre por dois motivos. O 1º, que sua vaidade teria ficado exagerada após três anos como Procurador Chefe do Estado.

E o 2º motivo, era que seu projeto de poder passara por ser indicado para cadeira de ministro em uma das Cortes superiores. Se isso for verdade, realmente parece que a vaidade teria cegado a realidade do antigo procurador chefe. A Coluna não conseguiu ainda contato com Dubeux.


Siga a IstoÉ no Google News e receba alertas sobre as principais notícias