Edição nº2521 13.04 Ver edições anteriores

Do infrator penal

Brasil
Do infrator penal

NEWTON MENEZES/FUTURA PRESS

Não foi de todo ruim para Paulo Maluf (PP) a quarta-feira 20, quando se entregou à Polícia Federal por ordem do ministro Edson Fachin (STF), para cumprir a pena de sete anos, nove meses e dez dias de prisão, condenado em maio, por lavagem de dinheiro. Na mesma hora da prisão em São Paulo, em Brasília Alessandra Bastos Soares tomava posse na Diretoria da Anvisa. Foi indicada ao Planalto pelo agora prisioneiro Paulo Maluf. Tem no currículo empregos de curta duração e nos últimos três anos atuou como coach (treinadora). Espera-se grande contribuição dela à agência.

STJ
A mulher & a amante

A decisão foi tomada no apagar das luzes de 2017, no STJ. A amante buscou o reconhecimento de união estável com um homem com quem viveu em Mossoró (RN), do qual também queria bens materiais. Para defender sua posição no processo, e a parte no patrimônio, a Quarta Turma entendeu que, nesse tipo de ação, também a mulher oficial tem de ser citada. “Como não se admite duas uniões estáveis paralelas, a sentença pode ser anulada sem esse cuidado” acentuou a ministra-relatora, Isabel Galloti.

TST
“A força do querer”

Michel Temer indicou ao Senado Alexandre Ramos para ministro do TST. Ele ocupará a cadeira de João Oreste Dalazen, que se aposentou. O desembargador integrou lista tríplice votada no plenário do órgão na segunda-feira 18. Menos de 48h depois foi escolhido. O processo para a nomeação de um ministro para tribunal superior em geral é lento. As duas designações a jato feitas por Temer para o TST faz supor que algum anjo – ou jurista com livre trânsito no Planalto – ajuda o presidente da Corte, Ives Gandra Martins Filho, em tais situações.

Economia
É…não é…

Presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro visitou há dias a Força Sindical. Entre trabalhadores, relembrou o passado, falou sobre a situação do País e construiu uma ideia conjunta de realizar um grande encontro empresarial e de trabalhadores até março de 2018. “Vamos oferecer ao Brasil uma agenda de emprego e desenvolvimento” frisou. Ao ser indagado se será candidato ao Planalto, o “não” da resposta convenceu poucas pessoas ao redor.

Política
Menor jornada

Em que pese a disposição em continuar lutando pela reforma da Previdência, Michel Temer vai aproveitar o recesso de final de ano e reduzir a sua agenda de trabalho. Primeiro porque está com uma sonda urinária – e isso traz algum desconforto. Depois, ele se convenceu de que manter um ritmo médio de 18h por dia no Planalto não é prática saudável para um quase oitentão. Além disso, conta com Carlos Marun na Secretaria de Governo para o trato com deputados e senadores. Finalmente, Temer se beneficia do calendário: 2018 terá pouca produção legislativa em função dos feriados, da Copa do Mundo e das eleições.

País
Socorro dirigido

ED FERREIRA

Dos R$ 247 milhões para ações de defesa civil liberados para sete estados na sexta-feira 15 pelo Ministério da Integração Nacional, nada menos que 87,5% foram destinados ao Pará. Isso mesmo: 87,5%. A pasta é comandada por Helder Zahluth Barbalho, 39 anos, nascido em Belém, filho do senador Jader Barbalho e da deputada federal Elcione Barbalho, todos filiados ao PMDB. Em outras palavras, entra governo e sai governo, o nível do clientelismo brasileiro não perde o pique – e a sociedade nada reage.

CEF
Vil metal

Gravado acertando propinas com Joesley Batista, o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira – que entrou de férias após a divulgação dos áudios e reassumiu o cargo na moita há poucos dias – pode voltar às manchetes. O ex-presidente da Caixa Antonio Carlos Freitas revelou a procuradores federais que Pereira, falando em nome do PRB, do qual é presidente nacional, lhe exigiu dinheiro para comprar o apoio de deputados do partido à sua permanência no cargo. A cifra citada teria sete dígitos.

Novo alvo
Golpe na Educação

Fernando Frazão/Agência Brasil

Uma denúncia encaminhada ao Ministério Público Federal descortinou um esquema operado por universidades privadas para conseguir de forma fraudulenta a renovação de contratos do FIES (Fundo de Financiamento Estudantil). Para renovar a matrícula de estudantes beneficiados pelo programa que ficaram abaixo da avaliação mínima exigida, pelo menos uma das instituições inseriu no sistema do MEC dados falsos de aproveitamento, frequência e notas dos alunos. A investigação, agora, é sobre como foi possível burlar os controles do Ministério e se houve ajuda interna aos golpistas.

Lava Jato
Nada consta

A Justiça Federal do Paraná arquivará, por falta de provas, a ação sobre uma suposta tentativa de sabotagem à Lava Jato. Iniciada em 2014, a investigação apurava se “dissidentes” da Polícia Federal e advogados de empreiteiras teriam produzido dossiês para desacreditar o trabalho da Força-Tarefa de Curitiba. Constavam na denúncia a instalação de uma escuta na cela do doleiro Alberto Yousseff, cópias de ataques de delegados da PF a Lula e Dilma nas redes sociais e a mensagem “trabalhar para parar/anular (dissidentes PF)”, encontrada no celular de Marcelo Odebrecht.

2018
Mitigando riscos

Como em política vale tudo, o suspeitíssimo Luiz Fernando Pezão está namorando a ideia de renunciar ao governo do  Estado do Rio, em abril, para candidatar-se a deputado estadual nas eleições de outubro. Quatro anos mais de foro privilegiado, no caso dele, podem significar a diferença entre permanecer solto e ser preso.

Tucanos
Ou vai, ou racha

Embora esteja candidato do PSDB ao Planalto em 2018, Geraldo Alckmin terá que dizer a que veio até maio. No seu próprio ninho há tucanos com plumagem de peso defendendo esse prazo para que o governador de São Paulo melhore nas pesquisas. Se assim não for, o prefeito João Dória será incensado a retomar seu (momentaneamente arquivado) projeto presidencial.

Agricultura
Caiu na garrafa

Ruben Machota Jr

Em tempo de festas, com o alto consumo de vinhos, uma boa notícia ampliou o sorriso dos produtores de uva. Mostra-se eficiente uma armadilha da Embrapa para combate à mosca-das-frutas, comum nas parreiras das regiões Sul e do Vale do São Francisco. Dentro de embalagem pet coloca-se uma proteína animal feita a partir de traquéias de suínos. Instalando cerca de 110 armadilhas em média, a cada hectare, na altura de 1,6m do solo, os insetos morrem afogados sem precisar aplicar inseticidas.

STF
Alta Corte

O titular dessa coluna ouviu de um ministro do Supremo uma revelação, um lamento e uma ameaça. “Por culpa de um só homem, o clima no tribunal está irrespirável. É triste ver um ambiente que sempre foi marcado pela cordialidade e pelo respeito chegar a esse ponto. Há momentos em que tenho vontade de dar uns tapas no Gilmar”.

União
Em boa hora

O Ministério da Saúde vai anunciar um aumento de R$ 300 milhões, nos recursos de seu orçamento de 2018, para tratamentos psiquiátricos na rede do SUS. As estatísticas de doenças mentais no Brasil dispararam.

Medicina 
O avanço da ciência

Uma nova técnica pode salvar a vida de pessoas que sofrem de um dos cânceres mais agressivos do planeta, o melanoma. Estudo concluído pelo Instituto Butantan conseguiu reduzir, com sucesso, a velocidade de crescimento do tumor, elevando as chances de cura. Segundo os cientistas, o melanoma tende levar à metástase em apenas 10 meses e, com a reprogramação celular, o tratamento se torna mais efetivo. A pesquisa foi publicada na revista “Cell Proliferation”.

Tópicos

Maluf

Mais posts

Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.