Comportamento

Do Cerrado para a Itália

Com peças autorais produzidas em escala industrial, Pedro Franco amplia a presença do mobiliário brasileiro no circuito mundial. Este ano, ele leva para Milão peças inspiradas no capim dourado e em outras belezas naturais do País

Crédito: GABRIEL REIS

Pedro Franco e algumas das peças que produz: missão de levar design a um número maior de consumidores (Crédito: GABRIEL REIS)

Há quase duas décadas o designer paulista Pedro Franco participa dos eventos que anualmente transformam Milão na capital mundial do design. No início, aos 22 anos, o objetivo era expor suas criações em busca de reconhecimento e um possível convite de uma indústria interessada em produzir suas peças. Teve uma trajetória de sucesso e se consagrou ao lançar o pufe Orbital, em 2000, a poltrona Underconstruction, em 2010, e a cadeira Esqueleto, em 2012. Não demorou muito para se tornar também um empresário do ramo. Em 2012, abriu sua própria fábrica e loja: A Lot Of Brasil. Desde então, integra a mostra principal do Salão Internacional do Mobiliário de Milão levando produtos assinados tanto por ele quanto por designers nacionais e estrangeiros consagrados. “O Brasil sempre foi um grande fornecedor de matéria prima para o mercado moveleiro, mas o Brasil tecnológico e industrial também existe. Ter a oportunidade de mostrar isso ao mundo tem sido nossa grande conquista nesses anos todos”, diz Franco.

A essência da A Lot of Brasil tem sido a de popularizar o design. “Vou para a produção industrial levando preço acessível para o design assinado porque quero movimentar a economia e transformar o mundo em algo mais belo através de uma peça”, afirma. Para isso, convida grandes nomes para criar objetos acessíveis a um maior número de consumidores. Entre suas produções há projetos assinados pelos irmãos Humberto e Fernando Campana — caso da coleção Estrela, inspirada em bolachas-do-mar e composta por poltrona, cadeira, mesa, sofá e luminária. Mesmo feitas de metal, as peças apresentam leveza e mantém o aspecto de terem sido produzidas artesanalmente, marca registrada dos irmãos designers. O estúdio italiano Pininfarina, que projeta carros para a Ferrari, desenhou uma cadeira de praia para Franco. Outros nomes de peso do design, como o italiano Fabio Novembre e a eslovena Nika Zupanc, também assinam peças para A Lot Of Brasil. “Nosso diferencial é fazer com que todos os produtos sejam fabricados no Brasil, com tecnologia de ponta que vem do setor aeronáutico e automotivo e matéria prima 100% nacional e sustentável”, afirma.

GRIFES INTERNACIONAIS

Aos 40 anos, Franco não para de inovar. Recentemente fez uma parceria que coloca uma pitada de design nos móveis planejados de uma fabricante nacional. “Vamos criar revestimentos que darão mais personalidade e exclusividade aos planejados. O objetivo é oferecer possibilidades de mudanças ao longo dos anos sem que o cliente precise trocar todo o mobiliário, como acontece hoje em dia”, diz ele. Como empresário, Franco foi responsável pela chegada ao Brasil de grifes internacionais como Discipline, Casprini, Futura, Fasem, Skitsch e Matrix.

Mas é em Milão que Franco lança as coleções anuais da A Lot of Brasil. Para dar ainda mais identidade às peças que fabrica, o designer decidiu regionalizar o estande que montará no próximo Salão. No evento agendado para abril, ele vai retratar as riquezas do Cerrado, com foco no estado do Tocantins. Entre os destaques estão uma poltrona inspirada nas tramas do capim dourado que ilumina os campos daquele bioma. “Quero levar um pouco da história e da alma das regiões do Brasil para o mundo do design”, afirma.

Franc também vai apresentar por lá uma nova versão da premiada cadeira Esqueleto, cujo desenho remete a cabides de roupa em forma de costelas humanas. A peça que vende 2,5 mil unidades por ano já foi produzida com diversos materiais: madeira líquida, coco, bambu, açaí e acerola injetados. Tanto pelo design quanto pela originalidade dos materiais, a Esqueleto foi convidada a integrar o acervo do Vitra Design Museum, na Alemanha, uma das principais instituições do gênero. Agora, ela ganha uma nova versão em carbono.

Veja também

+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel