Esportes

Djokovic disputará sua 9ª final do Australian Open; Osaka elimina Serena e decide contra Brady


O sérvio Novak Djokovic, líder do ranking mundial, derrotou com facilidade nesta quinta-feira o russo Aslan Karatsev (114º do mundo e que conseguiu a vaga no qualifying) por 3-0, com parciais de 6-3, 6-4 e 6-2, e disputará no domingo sua nona final do Aberto da Austrália.

‘Djoko’, que busca o nono título do Grand Slam australiano, enfrentará na decisão o vencedor da segunda semifinal, que será disputada na sexta-feira entre o russo Daniil Medvedev (4º) e o grego Stefanos Tsitsipas (6º).

Depois de ter ficado à beira do abandono na terceira rodada contra Taylor Fritz devido às dores abdominais, ‘Djoko’ estará na final no domingo, onde buscará um 18º ‘Big’ para se aproximar de dois de seus grandes rivais: Roger Federer (ausente em Melbourne) e Rafael Nadal (eliminado nas quartas de final).

“Agora tenho dois dias, vou falar com a minha equipe, provavelmente entre um dos próximos dois dias, provavelmente no sábado. A recuperação é a minha prioridade neste momento (…) agora é reunir energia suficiente para o jogo mais importante” disse Djokovic, que não sabe o que é perder uma final em Melbourne.

O sérvio preferiu não escolher entre Medvedev e Tsitsipas. “Não tenho absolutamente nenhuma preferência”, disse ele.


+ Após cobertura ser arrematada em leilão, Carlinhos Mendigo se recusa deixar propriedade
+ Mulher desaparecida é encontrada dentro de cobra píton
+ Furão é estrela de vídeo que recria cenas do filme Ratatouille



“Provavelmente é Medvedev quem está jogando em um nível mais alto nestes últimos três, quatro meses”, considerou Djokovic, confessando que iria assistir a essa semifinal.

“Entre eles dois são sempre jogos de intensidade muito alta. Vou comprar pipoca e desfrutar”, acrescentou.

Já Karatsev, após a campanha extraordinária na Austrália, dará um salto no ranking da ATP e deve se aproximar do Top-40.

– Serena é eliminada e chora –

No feminino, os nomes das duas finalistas já são conhecidos.

A jovem japonesa Naomi Osaka, terceira melhor tenista do mundo, se classificou para sua segunda final do Aberto da Austrália, onde enfrentará a americana Jennifer Brady (24ª).

Osaka venceu Serena Williams (11ª), por 6-3 e 6-4, a quem já havia derrotado na final do US Open 2018, quando conquistou seu primeiro título de Grand Slam.

A japonesa de 23 anos vai lutar pelo segundo título em Melbourne, o quarto Grand Slam, na final de sábado contra a americana Brady, que venceu a tcheca Karolina Muchova (27ª).

Serena Williams não conseguiu conter as lágrimas e interrompeu sua participação na entrevista coletiva após sua derrota, deixando no ar um mistério sobre uma possível aposentadoria das quadras.

“Não diria que estava nervosa (…) poderia ter avançado e chegado a 5-0, mas cometi tantos erros que…”, disse a tenista.

E “por que cometeu tantos erros?”, lhe perguntaram imediatamente. “Não sei, acabou”, respondeu a tenista antes de se levantar e sair da sala chorando.

Ao deixar a quadra após a derrota, Williams havia cumprimentado o público como se estivesse se despedindo. Suas declarações logo em seguida levantaram dúvidas sobre o futuro profissional da tenista.

“Se um dia eu disser adeus, não contarei a ninguém”, afirmou ela misteriosamente.

Por sua vez, Osaka disse que cometeu “muitos erros nos primeiros jogos”. “Fiquei nervosa e com medo no começo (…) Depois relaxei. O mais importante para mim é relaxar, me divertir”, disse a japonesa, vencedora do torneio australiano de 2019.

“É sempre uma honra para mim jogar contra ela e não queria que fosse muito difícil, por isso fiz o melhor que pude”, acrescentou.

Por outro lado, Brady, de 25 anos, venceu por 6-4, 3-6 e 6-4. Seu melhor resultado de Grand Slam até então havia sido uma semifinal no último US Open, quando perdeu para Osaka.

“Minhas pernas estão tremendo, meu coração vai sair do meu peito”, disparou a americana após a vitória.

“É uma conquista incrível. Vai ser um jogo muito difícil [contra Osaka], tenho certeza de que vou ficar nervosa, mas também estou super animada”, disse Brady, que tem apenas um título em seu currículo, em Lexington (no Kentucky, nos Estados Unidos).

— Aberto da Austrália

– Simples masculino – Semifinais:

Novak Djokovic (SRB/N.1) x Aslan Karatsev (RUS) 6-3, 6-4, 6-2

– Simples feminino – Semifinais:

Jennifer Brady (EUA/N.22) x Karolina Muchova (CZE/N.25) 6-4, 3-6, 6-4

Naomi Osaka (JPN/N.3) x Serena Williams (EUA/N.10) 6-3, 6-4

es-ig/dga/psr-iga/fp/aam

Veja também

+ Receita simples de bolo Red Velvet
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS

Tópicos

2021 ATP AUS tênis WTA