Comportamento

Disparos contra manifestantes deixam vários feridos no Sudão

Disparos contra manifestantes deixam vários feridos no Sudão

Várias pessoas ficaram feridas nesta quarta-feira por disparos contra manifestantes perto do quartel-general do Exército em Cartum, - AFP

Várias pessoas ficaram feridas nesta quarta-feira por disparos contra manifestantes perto do quartel-general do Exército em Cartum, pouco antes da retomada de negociações políticas cruciais sobre a transição política.

Os feridos foram tratados em uma das clínicas improvisadas montadas no mesmo local onde os protestos acontecem, informou Mohamed Dahab, um voluntário da clínica.

As fontes não disseram se os feridos eram manifestantes.

A violência eclodiu antes do início da fase final de conversações entre o Conselho Militar no poder e representantes da Aliança para a Liberdade e a Mudança (ALC), a ponta de lança do movimento de protesto que levou à destituição em 11 de abril pelo exército do presidente Omar el-Bashir.

Esta fase deve centrar-se na composição de um Conselho Soberano, uma das três instituições do período de transição de três anos, acertada por ambas as partes.

O progresso nas negociações foi precedido por um primeiro surto de violência durante o qual seis pessoas – cinco manifestantes e um soldado – foram mortos na segunda-feira.