Economia

Disney prevê corte de 32.000 postos de trabalho em 2021 por covid-19

Disney prevê corte de 32.000 postos de trabalho em 2021 por covid-19

Foto de arquivo de 14 de março de 2020 mostra pessoas passando por uma loja de parque temático da Disney em Anaheim, Califórnia - AFP/Arquivos

O grupo Disney anunciou que planeja cortar 32.000 empregos em suas atividades relacionadas a parques de diversões até o final do primeiro semestre de 2021, como resultado do impacto da covid-19, após ter informado em setembro passado a eliminação de 28.000 empregos nos Estados Unidos.

Em seu relatório anual, apresentado nesta quarta-feira à Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês), a gigante do entretenimento destaca que, no final de outubro, empregava cerca de 203.000 pessoas em todo mundo, 155.000 delas em atividades relacionadas diretamente com seus parques de diversões.

Em setembro, a Disney anunciou a eliminação de 28.000 empregos nos Estados Unidos. As demissões acontecem devido à pandemia, que ocasionou o fechamento de parques temáticos com suas atividades limitadas.

“No total, cerca de 32 mil funcionários encerrarão seus contratos durante o primeiro semestre de 2021”, afirma o número um mundial em lazer em seu relatório anual, em que destaca “o ambiente atual, incluindo o (duro) impacto de covid-19, e o ambiente incerto em que operamos”.

O grupo tem a Disneyland na Califórnia, o segundo parque de diversões mais visitado do mundo, atrás da Disney World em Orlando (Flórida), ambos nos EUA, assim como outros na Ásia, ou em Paris. Todos os anos, Mickey Mouse atrai dezenas de milhões de turistas a esses parques.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Neste contexto de crise, apenas no quarto trimestre (encerrado em 3 de outubro), o grupo reportou em novembro um prejuízo líquido de US$ 710 milhões.

“No total”, a Disney prevê, neste relatório anual, que “o impacto líquido da covid-19 no lucro operacional” em seu exercício fiscal chega a US$ 7,4 bilhões, dos quais US$ 6,9 bilhões correspondem às atividades de seus parques.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel