Agronegócio

Discussões para possível aquisição da Bunge pela ADM estão paradas, dizem fontes

Chicago, 9 – As discussões para uma possível aquisição da Bunge pela Archer Daniels Midland (ADM) estão paradas, disseram fontes nesta sexta-feira. A combinação das duas companhias formaria um dos maiores conglomerados agrícolas do mundo. Segundo as fontes, as empresas não conseguiram chegar a um acordo após mais de um mês de negociações. Essas conversas já vinham progredindo lentamente porque os dois lados estavam tentando resolver possíveis problemas regulatórios que pudessem surgir.

Em janeiro, o Wall Street Journal disse que a ADM tinha feito uma oferta para adquirir a trading rival. Em maio do ano passado, a Glencore confirmou ter feito uma proposta “informal” para comprar a Bunge, algo que ampliaria a presença da empresa suíça em mercados agrícolas globais.

A Glencore não se manifestou recentemente sobre o assunto, embora tenha expirado no mês passado um acordo temporário com a Bunge que impedia a trading suíça de commodities de fazer uma oferta hostil pela companhia norte-americana.

Nesta semana, a Continental Grain, empresa que investe em negócios do setor agrícola, conseguiu autorização de órgãos antitruste para comprar mais ações da Bunge. Esse tipo de autorização só é necessário se a empresa deseja influenciar a administração, e costuma preceder campanhas de investidores ativistas. Segundo analistas, isso é um sinal de que a Continental pretende pressionar a Bunge a considerar opções como uma venda ou outra forma de criar valor.

Ainda não se sabe se as conversas entre Bunge e ADM serão retomadas. Fonte: Dow Jones Newswires.