Gente

Discípula de Suassuna

Crédito: Vinicius Mochizuki/DIVULGACAO

Além de estar no ar na novela “Amor de mãe”, da Rede Globo, a atriz Nanda Costa agora viverá a sua primeira anti-heroína no filme “O Auto da Boa Mentira”, com estreia prevista para maio. O longa é inspirado em contos do escritor e dramaturgo Ariano Suassuna, e Nanda será Caetana, responsável por desmascarar um farsante que se passa por alguém famoso. “Personagens misteriosas trazem sabor. Sobretudo quando estamos falando de uma que foi inspirada na obra do grande Suassuna. Quando recebi o convite, eu já disse sim, sem nem conhecer Caetana”, disse ela à ISTOÉ.

Olhar cativante

Nolan Zangas

A atriz que deu vida ao personagem principal da minissérie “O Gâmbito da Rainha” tem levado os principais prêmios de atuação como a enxadrista Beth Harmon. Após ganhar o “Globo de Ouro”, agora ela recebe o “SAG Awards”, ambos como “Melhor atriz” em série ou filme para a televisão. E talvez levasse o Oscar caso houvesse uma seção dedicada às séries, tão populares em tempos de streaming. O produtor Bill Horberg, responsável pela obra, disse que foi fácil escolher Anya Taylor-Joy: “Ela tinha essa capacidade de usar o olhar que era cativante”, disse ele à ISTOÉ. Durante a premiação virtual, Anya caprichou no visual e se cobriu de joias da Tiffany para receber as honras. Colar, brincos e três anéis avaliados em US$ 822 mil (cerca de R$ 4,5 milhões).

Lide com isso

EW

Nada como ter um dos atores mais premiados de sua geração para interpretar o papel de sua vida. Esse é o caso do lutador Mike Tyson que terá o vencedor do Oscar Jamie Foxx para atuar em uma série limitada sobre sua vida. O projeto se chama “Tyson”, e o diretor Martin Scorsese, responsável por “Táxi Driver” e “Touro Indomável”, será o produtor executivo. Em entrevista à imprensa americana, Tyson disse que conversaria com Foxx sobre o que o espera na hora de encarar o personagem: “Vou sentar e contar a ele a verdade. Ele terá que aprender a lidar com isso”. O tom de mistério sobre que verdade seria essa ainda vai perdurar, já que a série, com atrasos devido à Covid-19, ainda não tem data para estrear.

A princesa e o mar

Divulgação

A atriz e ativista Anne Hathaway começou a carreira interpretando uma princesa e, conforme foi amadurecendo, tanto na carreira como na vida, seu apreço por causas ambientais, raciais e de igualdade de gênero só aumentaram. Agora a musa prega outra solução: se não é possível eliminar totalmente o plástico de nossas vidas, por que não fazer um grande esforço para utilizá-lo da maneira correta? “Viver sem plástico é melhor quando isso é possível, mas e quando não é? Essa é uma pergunta que me deixa acordada à noite e não estou brincando”, escreveu em seu Instagram. Conta ainda que ela e o marido, Adam Shulman, decidiram investir em uma garrafa de água mineral que usa apenas plástico retirado dos oceanos.

Os opostos se atraem

Divulgação

Kourtney Kardashian, a mais velha das irmãs e influencer de prestígio, assumiu um dos relacionamentos mais comentados da temporada: ela agora namora o baterista da banda “Blink-182”, Travis Barker. Ao contrário da amada que é toda ecológica, ele tem o corpo tatuado. E os dois deixaram bem claro que estão juntos e acabaram de fazer sua primeira viagem com a família — pelo menos isso é o que diz a imagem que Travis compartilhou publicamente nas suas redes sociais com a legenda “O real é raro”. O casal e os filhos de ambos foram para Deer Valley, nos EUA, para esquiar e espairecer diante de tanta fofoca que o romance tem gerado.

Fafá de Belém, com amor

Divulgação

Depois de causar estranhamento e até precisar pedir desculpas por assumir os fios brancos no cabelo, a cantora Fafá de Belém só quer paz para si e para o mundo. Extremamente religiosa, usa as suas redes sociais para fazer, em formato de lives, campanhas de oração aos que morreram. Para não ofender a nenhuma religião, chamou as transmissões de “Alinhamento energético”. Ela escreveu: “Precisamos nos unir para emanarmos luz aos que partiram nessa pandemia. E paz aos enlutados que, em muitos casos, sequer puderam se despedir de seus amores”. Com quase um milhão de seguidores, Fafá mostra que seu vozeirão, mesmo longe dos palcos, tem muito poder.

Nirvana artificial

Divulgação

Esqueça práticas budistas. Foi um programa de inteligência artificial que conseguiu recuperar o talento de Kurt Cobain, vocalista do Nirvana. Morto em abril de 1994, Cobain deixou sua carreira no auge e muitos fãs ainda lamentam o quanto poderia ter sido feito se o músico ainda estivesse vivo. A campanha “Lost Tapes of The 27 Club” utilizou canções do Nirvana para analisar termos e melodias comuns entre as faixas e até a letra foi criada por um computador inteligente. Já a voz da canção ficou por conta de Eric Hogan, vocalista da banda cover mais famosa do grupo, a “Nevermind”. “Drowned in the sun” já está disponível e divide opiniões: dá pra dizer que é do Nirvana?