Economia

Dirigentes do Fed sinalizaram apoio à proposta para reduzir o balanço patrimonial


Todos os dirigentes do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) sinalizaram apoio à proposta para reduzir o balanço patrimonial a partir de 1º de junho, segundo a ata da última reunião de política monetária da instituição, divulgada nesta quarta-feira.

De acordo com o documento, vários dirigentes comentaram que, após a liquidação do balanço estar bem encaminhada, seria apropriado que o Comitê considerasse as vendas de títulos atrelados a hipotecas (MBS).

“Qualquer programa de vendas da agência MBS seria anunciado com bastante antecedência”, ressalta o texto.

A ata destaca que muitos dirigentes julgaram que acelerar a remoção da acomodação deixaria o Comitê bem posicionado no final deste ano para avaliar os efeitos da consolidação de política monetária. “À luz do alto grau de incerteza em torno das perspectivas econômicas, os dirigentes julgaram que as considerações de gestão de risco seriam importantes”, diz. “Eles também observaram que uma postura restritiva da política pode se tornar apropriada dependendo da evolução das perspectivas econômicas e dos riscos para as perspectivas”, completa.